| Futebol

Pacotão do Fla: time batendo cabeça, a sina de Eduardo da Silva e... Pênalti?

Derrota por 1 a 0 para o Goiás tem colisões de Everton e Alecsandro, o jejum do atacante como titular, jogada não ensaiada, gol claro perdido e reclamação no fim

  1. pênalti?
  2. Batendo cabeça
  3. sina de Eduardo da Silva
  4. Faltou ensaiar
  5. Inacreditável
 

O retorno de Everton não foi suficiente para o Flamengo voltar a vencer no Campeonato Brasileiro. A derrota para o Goiás por 1 a 0, na noite de quarta-feira na Arena Pantanal, em Cuiabá (assista aos principais lances no vídeo ao lado), foi a segunda seguida do Rubro-Negro na competição. A fase em que ganhou cinco consecutivas ficou para trás e levanta motivos de preocupação: desperdício de chances claras, companheiros colidindo em campo, jogadas mal ensaiadas e até a sina de um xodó que destoa de quando é titular para o momento em que entra durante a partida. E o Rubro-Negro se vê em mais uma polêmica envolvendo toque de mão na bola na área.

01

Pênalti?

 

Alvo de brincadeiras na internet após ter um pênalti duvidoso marcado a seu favor contra o Coritiba na Copa do Brasil, o Flamengo agora se viu em outro lance polêmico envolvendo bola na mão na área. Só que desta vez por reclamação. No último minuto do jogo contra o Goiás, Everton tentou o cruzamento quando Valmir Lucas se atirou para cortar. A bola bateu na perna e no braço do defensor, mas o juiz Ricardo Marques Ribeiro considerou jogada normal. Na opinião do comentarista de arbitragem da TV Globo Renato Marsiglia, o movimento do braço não foi natural e houve a penalidade máxima.

01

Batendo cabeça

 

Everton e Alecsandro não se entenderam em campo. O meia-atacante, que voltava de suspensão, e o centroavante foram os maiores finalizadores do Flamengo na partida, com quatro conclusões cada um. Mas quando os dois dividiram o mesmo espaço do campo, bateram cabeça, literalmente, tanto no ataque como na defesa.

01

sina de titular

 

Eduardo da Silva virou xodó da torcida ao ser decisivo com gols quando entrou no decorrer das últimas vitórias do Flamengo. Mas quando precisou começar como titular... Foi apenas o terceiro jogo do atacante naturalizado croata desde o início, e nos três não balançou a rede (os outros foram contra o Coritiba no Couto Pereira, um pela Copa do Brasil e um pelo Brasileirão). Diante do Goiás, ele bem que tentou, de dentro e de fora da área, mas parou no goleiro Renan.

01

Faltou ensaiar

 

Quando Canteros se posicionou para cobrar um escanteio pela esquerda do campo, Alecsandro começou a fazer gestos na entrada da área. Segundo o comentarista da TV Globo Juninho Pernambucano, a sinalização era pedindo uma cobrança sem força e na primeira trave. Mas o argentino não entendeu a linguagem dos sinais e mandou no segundo pau, sem chances para o atacante.

01

Inacreditável

 

O herói do título do Campeonato Carioca mostrou que fazer gol não é bem a dele. Márcio Araújo teve a melhor chance de toda a partida logo de cara, com só quatro minutos de jogo. O volante até se movimentou bem, invadiu a área por trás dos defensores e esperou o cruzamento perfeito de Everton. Tudo estava perfeito, até a conclusão. Quando foi usar a cabeça, deu uma de zagueiro e tirou o perigo da área rival. Inacreditável.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.