| Futebol

Pacotão do Fla: travessão, lesões, lanterna e hostilidade da torcida

Em mais uma derrota, a quinta em dez rodadas, Rubro-Negro repete falhas e vê sua situação complicar ainda mais no Campeonato Brasileiro

 

Depois da paralisação para a Copa do Mundo, o Flamengo voltou à realidade e, na quarta-feira, perdeu por 2 a 1 para o Atlético-PR, em Macaé. O resultado deixou a equipe na lanterna, as fragilidades mais expostas e a torcida cada vez mais preocupada. A equipe saiu atrás no placar, e o gol de Samir deu esperança de uma virada que não aconteceu. Pior. O gol de Cleberson decretou mais uma derrota, a quinta no Brasileiro. A esperança é que Canteros e Eduardo da Silva, os reforços contratados, melhorem a equipe.

01

sistema com três zagueiros não aumenta segurança

 

O técnico Ney Franco colocou em campo a equipe com três defensores, Wallace, Chicão e Samir, mas a zaga voltou a ter problemas. Os gols do Atlético-PR saíram em lances de falha coletiva em que os jogadores adversários saíram na cara do gol. Léo Moura e André Santos tiveram mais liberdade, mas a cobertura não foi adequada e o Furacão se aproveitou.

02

reação do fla para no travessão

 

Depois de melhorar no jogo, principalmente após a entrada de Mugni, o Flamengo conseguiu empatar e se lançou ao ataque para tentar a virada. E a equipe esteve perto de conseguir. Léo Moura fez boa jogada e deu passe na medida para Alecsandro, que chutou forte de acertou o travessão do goleiro Weverton. A bola ainda quicou em cima da linha e saiu.

03

torcida não perdoa e hostiliza TIME E DIREÇÃO

 

Os torcedores rubro-negros esperaram até os 40 minutos do segundo tempo para se revoltar contra o time e diretoria. Primeiro, cobraram reforços: "Queremos jogador". Depois, gritaram "Vergonha, time sem vergonha". A saída de campo depois do apito final foi tensa, e os seguranças precisaram agir para contornar a situação.

04

LESÕES DE PAULINHO E SAMIR COMPLICAM NEY FRANCO

 

O Flamengo teve dois problemas extras durante a derrota para o Atlético-PR: as lesões de dois de seus principais jogadores. Primeiro foi Paulinho. Aos 30 minutos do primeiro tempo, o atacante levou uma entrada forte de Douglas Coutinho e machucou o tornozelo direito. Foi direto para o vestiário substituído por Mugni. Aos 22 minutos da segunda etapa, Samir cobrou uma falta e caiu no chão logo em seguida por causa de um problema na coxa esquerda. Ambos preocupam e serão reavaliados pelo departamento médico.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.