| Futebol

Pacotão: rodada#13 tem drible de Conca, e mico duplo do Atlético-PR

No Maracanã, meia do Fluminense deixa Pedro Henrique na saudade e leva os tricolores ao delírio. No Independência, Léo Pereira e Deivid marcam gols contra

Conca fluminense e Goiás (Foto: Agência Getty Images)No Maracanã, Conca aplicou o drible da rodada#13 (Foto: Agência Getty Images)

A partida já estava nos acréscimos e a torcida do Fluminense festejava a vitória sobre o Goiás por 2 a 0 com gritos de olé, quando Conca levou os tricolores ao delírio com uma linda jogada no Maracanã. O argentino partiu em velocidade para o ataque pela ponta direita, deu um leve toque na bola, pegou na frente e deixou Pedro Henrique na saudade. O belo lance levou o selo de drible da 13ª rodada. 

Ver Conca aqui no Pacotão não é tão surpreendente quanto assistir a dois gols contra marcados por jogadores do mesmo time. Essa raridade foi protagonizada por Léo Pereira e Deivid, ambos do Atlético-PR, na derrota para o Atlético-MG por 3 a 1, no Independência. O primeiro foi tentar afastar o perigo dentro da área e deu uma canelada na bola, que morreu no fundo da rede. Já o volante ficou com "inveja" do companheiro e marcou um golaço contra ao encobrir o goleiro Santos. Por conta da trapalhada, a dupla ficou com o mico deste fim de semana e terá que dividir o ingrato "prêmio".  

Pacotão da Rodada #13 (Foto: Infoesporte)





















Header pacotão GOLAÇO (Foto: Editoria de Arte)



No Orlando Scarpelli, um jovem de apenas 20 anos abriu o placar na vitória do Figueirense por 3 a 0 sobre o Sport com uma pintura. No fim do primeiro tempo, Jean Carlos rolou para Léo Lisboa, que ajeitou para a perna esquerda da entrada da área e soltou um chutaço colocado com efeito. A bola parou dentro da rede e Magrão nem saiu na foto.  Com o triunfo, o Figueira saiu da lanterna, mas ainda permanece na zona do rebaixamento do Brasileirão. 

HEader Pacotão defesa (Foto: Editoria de Arte)




Header pacotão SARRAFO (Foto: Editoria de Arte)

Se Coritiba e Corinthians ficaram no empate sem gols no Couto Pereira, o principal responsável do placar ter ficado em branco foi Vanderlei. Aos 45 minutos da primeira etapa, Jadson cobrou falta de longe e a bola tinha endereço certo. No entanto, o goleirão do Coxa mesmo encoberto pela barreira, voou e com a mão esquerda foi buscar no ângulo, evitando o gol do adversário.



Pelo visto os salários atrasados estão deixando os jogadores do Botafogo com nervos à flor da pele. Na última rodada, Edílson apareceu neste espaço por uma entrada dura em Cáceres. Agora foi a vez de Emerson ganhar uma vaguinha por aqui. No empate por 1 a 1 entre o Glorioso e o líder Cruzeiro, Sheik deu um carrinho e acertou a trava da chuteira na canela do volante Henrique, do Cruzeiro. O árbitro Luiz Flávio de Oliveira mostrou o cartão amarelo para o atacante, que saiu no lucro por não ter sido expulso.

Header pacotão DRIBLE (Foto: Editoria de Arte)



Diante de um bom público no Maracanã, o Fluminense conquistou sua terceira vitória seguida no Brasileirão ao bater o Goiás por 2 a 0 e assumiu a vice-liderança. A festa dos tricolores ficou completa no fim com um lance genial de Conca. A torcida gritava olé com a troca de passes do time quando o craque aplicou um drible da vaca em cima de Pedro Henrique. O argentino prosseguiu a jogada, invadiu a área e por pouco não ampliou o placar.   

Header pacotão MICO (Foto: Editoria de Arte)



O Atlético-MG contou com uma enorme colaboração de dois jogadores do Atlético-PR para sair com a vitória por 3 a 1, no Independência. Aos 30 do segundo tempo, Luan cruzou na área, Léo Pereira foi chutar para frente, mas pegou de canela e marcou gol contra. E não é que Deivid fez o mesmo 11 minutos depois. Maicosuel tocou de calcanhar para dentro da área, o volante foi afastar e encobriu o goleiro Santos. Certamente seria o golaço da rodada se não fosse contra o patrimônio.

Header pacotão GOL MAIS PERDIDO (Foto: Editoria de Arte)



No Pacaembu, Palmeiras e Bahia ficaram no empate por 1 a 1, mas o Tricolor poderia ter saído com os três pontos se Marcos Aurélio não desperdiçasse uma chance inacreditável. Kieza roubou a bola de Marcelo Oliveira e tocou para o meio da área para o companheiro de ataque. Era só escolher o canto, mas livre de marcação e de frente para o goleiro Fabio, ele bateu de canhota para fora. A chance perdida acabou fazendo falta ao time, que continua na zona da degola.  

Header pacotão Ator (Foto: Editoria de Arte)



Além da defesa espetacular de Vanderlei, o Couto Pereira foi palco de uma encenação de causar inveja a muitos atores profissionais. Aos 34 minutos da etapa inicial, Fagner lançou Romarinho, o goleiro do Coritiba saiu do gol e o atacante se atirou dentro da área com intuito de cavar um pênalti. Só que o árbitro Leandro Pedro Vuaden não caiu na dele e mandou o jogo seguir. Se o juizão mostrasse um cartão amarelo pela simulação não seria nenhum absurdo. 

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.