| Futebol

Pacotão: rodada#15 tem golaço em clássico carioca e frango de Aranha

No Mané Garrincha, botafoguense Daniel abre o placar contra o Fluminense com um lindo chute no ângulo. No Mineirão, goleiro Aranha toma um frango em lance polêmico

Daniel Botafogo gol FLuminense (Foto: Adalberto Marques / Agência Estado)Daniel vibra com o golaço marcado contra o Flu (Foto: Adalberto Marques / Agência Estado)

O Botafogo empatava com o Fluminense por 0 a 0, no Mané Garrincha, e àquela altura seguia na zona de rebaixamento. Até que aos 19 minutos do segundo tempo, Daniel recebeu dentro da área, cortou para direita e acertou um chutaço no ângulo esquerdo de Diego Cavalieri. O belo lance protagonizado pelo meia não só abriu o caminho para a vitória por 2 a 0 como foi escolhido o golaço da rodada#15 do Brasileirão. Com o triunfo, o Glorioso saiu do Z-4.

Quem não teve motivo para comemorar foi Aranha. Ainda no primeiro tempo, Éverton Ribeiro cobrou falta na área e Marcelo Moreno raspou de cabeça. O goleiro do Santos se preparava para fazer a defesa quando Ricardo Goulart, adiantado, tentou o toque, mas não conseguiu. Em seguida, a bola quicou na frente de Aranha, que se atrapalhou todo e levou um frangaço em lance polêmico.

Se no Mineirão um goleiro chamou a atenção de forma negativa, no Recife a história foi bem diferente. Em noite inspirada, Weverton garantiu o empate por 1 a 1 com o Sport ao praticar quatro defesas difíceis, recorde neste fim de semana. A mais bonita de todas exigiu muito reflexo numa cabeçada à queima-roupa de Wendel. Outro lindo lance na partida foi o chapéu de costas de Felipe Azevedo em Sueliton, que ganhou o selo de drible da rodada.   

pacotão rodada # 15 - 2 (Foto: arte esporte)




















Header pacotão GOLAÇO (Foto: Editoria de Arte)



No Mané Garrincha, o Botafogo venceu o clássico contra o Fluminense por 2 a 0. E quem roubou a cena foi Daniel, autor de uma pintura no primeiro gol alvinegro. O jovem de apenas 20 anos recebeu passe de Zeballos, cortou para o meio e bateu com categoria de pé direito. A bola morreu na gaveta e o goleiro Diego Cavalieri só teve uma reação: olhar a trajetória da bola até estufar a rede.

HEader Pacotão defesa (Foto: Editoria de Arte)




Header pacotão SARRAFO (Foto: Editoria de Arte)

Na Ilha do Retiro, Sport e Atlético-PR só ficaram no empate por 1 a 1 porque goleiro Weverton teve uma atuação brilhante na partida. Foram quatro defesas com alto grau de dificuldade. Numa delas, mostrou puro reflexo. Aos 33 minutos do primeiro tempo, Régis cobrou escanteio, Wendel subiu mais do que os defensores do Furacão e testou forte para o gol. O arqueiro esticou a mão direita e praticou a defesaça.



O Flamengo bateu o Coritiba por 1 a 0, no Couto Pereira, e deixou a zona de rebaixamento depois de três meses e sete rodadas seguidas.  No entanto, Canteros poderia ter colocado tudo a perder por conta de uma entrada criminosa. No fim do primeiro tempo, o volante argentino deu um carrinho violento e acertou em cheio Baraka, que voou e caiu rolando no gramado. O árbitro mostrou apenas o cartão amarelo para o jogador. Ficou barato!

Header pacotão DRIBLE (Foto: Editoria de Arte)



Além da defesa de Weverton, o jogo entre Sport e Atlético-PR teve outro lance muito bonito. A jogada começou com uma rápida reposição do goleiro Magrão. A bola chegou nos pés de Felipe Azevedo no meio de campo, que dominou com o pé direito e de costas para Sueliton aplicou um lençol espetacular no adversário. Na sequência, o lateral-direito do Furacão agarrou o atacante da equipe pernambucana.        

Header pacotão GOL MAIS PERDIDO (Foto: Editoria de Arte)




Em Porto Alegre, o Grêmio conquistou o triunfo por 2 a 0 sobre o Criciúma, e subiu três posições no Brasileirão. Quem deve estar aliviado com a vitória é Giuliano. Nos acréscimos, o meia desperdiçou uma oportunidade clara de ampliar o placar. Ramiro recebeu dentro da área e cruzou rasteiro para Giuliano, que com o gol vazio, chutou de pé direito e mandou a bola para fora. Coisa feia! 

Header pacotão frango (Foto: Editoria de Arte)



O Cruzeiro bateu o Santos por 3 a 0, no Mineirão, e retomou a liderança do Brasileirão após o Internacional ter dormido na ponta por um dia. O time mineiro abriu o placar graças a uma enorme colaboração de Aranha num lance polêmico na etapa inicial.  Após falta cobrada por Éverton Ribeiro, o atacante dá um desvio de leve com a cabeça e Ricardo Goulart, em posição de impedimento, tentou escorar para dentro da rede, mas errou o chute. O goleiro se enrolou todo e deixou a bola escapar entre as suas mãos. A dúvida é se a participação do cruzeirense torna-se crucial para a falha dele.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.