| Futebol

Pacotão: rodada#21 tem golaço de Robinho e drible genial de Ganso

Final de semana também é marcado por erros de arbitragem no jogo entre Flamengo e Corinthians, vacilos dos atacantes do Botafogo e frango do goleiro do Palmeiras

A 21ª rodada do Campeonato Brasileiro teve lances espetaculares. Robinho, por exemplo, foi um show à parte. Contra o Coritiba, o atacante do Santos encantou a torcida, com direito a bons passes, dribles e um golaço por cobertura, o mais bonito do final de semana. Robinho por pouco não foi o dono também do melhor drible, com um lençol. Nessa, ele acabou superado por Ganso, do São Paulo, autor de uma jogada sensacional contra o Cruzeiro.

O goleiro Renan, do Goiás, não saiu com a vitória, mas também deixou sua marca com uma excelente defesa em cabeçada de Paulo Baier. Bem diferente da Fabio, do Palmeiras, que papou um frango contra o Fluminense, figurando entre os que mandaram mal ao lado de Wallyson e Rogério, do Botafogo, e do trio de arbitragem de Flamengo x Corinthians, que cometeu vários erros no Maracanã.

Também chamou atenção na rodada o domínio quase absoluto dos mandantes. Foram nove vitórias dos times que jogaram em casa. O único visitante que fez ponto foi o Grêmio, no 0 a 0 com o Atlético-MG. E apenas dois times que atuaram fora fizeram gols: o Sport (perdeu de 3 a 1 para a Chapecoense) e o Coritiba (perdeu de 2 a 1 para o Santos).

INFO Pacotão ESTATÍSTICAS DA RODADA 21 brasileirão (Foto: Globoesporte.com)



Header pacotão GOLAÇO (Foto: Editoria de Arte)



É o tipo do lance que vale o ingresso. Se anda faltando frieza a muitos atacantes quando chegam na cara do gol, definitivamente não é o caso de Robinho. O toque por cobertura do jogador do Santos foi um dos destaques do fim de semana. O Peixe venceu o Coritiba por 2 a 1, com direito a um golaço de seu maior ídolo atualmente. Robinho superou outros belos gols como o de Luis Felipe, do Criciúma, e o de Douglas Grolli, da Chapecoense.

Header pacotão DRIBLE (Foto: Editoria de Arte)



Foi por pouco que Robinho também não faturou o grande drible da rodada. Ele deu um lençol lindo contra o Coxa, mas perdeu essa para Paulo Henrique Ganso. O meia do São Paulo fez uma jogada simplesmente genial, daquelas que raramente se vê e que é difícil até de batizar. Protegendo a bola do marcador, ele rolou-a com o pé esquerdo e emendou com o calcanhar direito, girando e saindo em velocidade. Alisson, do Cruzeiro, nem conseguiu acompanhar.

HEader Pacotão defesa (Foto: Editoria de Arte)



Renan, do Goiás, fez quatro defesas difíceis contra o Criciúma, só não conseguiu pegar uma bomba disparada pelo lateral-direito Luis Felipe, que entrou no ângulo e não lhe deu chance. Mas Renan não deixou de dar show, principalmente numa cabeçada de Paulo Baier, que estava na pequena área e testou para baixo. O quique tornou ainda mais complicada a defesa, mas Renan conseguiu desviar com a mão esquerda, salvando um gol de forma espetacular.

Header pacotão GOL MAIS PERDIDO (Foto: Editoria de Arte)



A fase de Wallyson é complicada. E ele não pode reclamar de chances. Depois de perder pelo menos duas na cara de Rogério Ceni na rodada anterior, o atacante do Botafogo voltou a vacilar, dessa vez contra o Internacional. Foi mais de uma oportunidade, na pior delas, ele ficou de frente para a meta defendida por Muriel, equilibrado e podendo escolher onde colocar a bola. Bateu por cima quando o placar ainda estava em branco. O Alvinegro acabou derrotado por 2 a 0.

Header pacotão frango (Foto: Editoria de Arte)



Quem também anda numa maré de azar danada é o goleiro Fábio, do Palmeiras. O substituto de Fernando Prass, machucado desde maio, já falhou algumas vezes neste Brasileirão. A última delas no sábado, contra o Fluminense. Conca decidiu testá-lo numa cobrança de falta, arriscou uma batida direta quando o goleiro talvez esperasse o cruzamento, e funcionou. Fábio, além de mal posicionado, demorou a reagir e ainda foi todo torto para a bola, ajudando a colocá-la para dentro.

Header pacotão ERRO (Foto: Editoria de Arte)



Difícil ter uma rodada sem um grande erro de arbitragem. A 21ª teve alguns, como um pênalti não marcado para o Criciúma contra o Goiás. Mas nada supera o trio de Flamengo x Corinthians. Houve impedimento com Eduardo da Silva saindo do campo de defesa, um pênalti de Fagner com o braço junto ao corpo e o principal: impedimento não marcado no lance que decidiu o jogo para o rubro-negro, com Eduardo da Silva, que deu a assistência, claramente adiantado no instante do passe.

Header pacotão MICO (Foto: Editoria de Arte)



O Bahia ganhou praticamente sem sofrer contra o Figueirense. Placar folgado de 3 a 0. Deu até para achar graça da trapalhada de Emanuel Biancucchi e Léo Gago. O primeiro vinha com a bola, quando o segundo se aproximou querendo chutar a gol, mas acabou praticamente desarmando o companheiro. O jogador argentino ainda completou a lambança colocando a mão na bola, cometendo uma falta e matando de vez o ataque do Tricolor.

Header pacotão Ator (Foto: Editoria de Arte)


Essa foi digna de uma comédia pastelão. Rogério, do Botafogo, invadiu a área em velocidade pelo lado direito, o marcador evitou a trombada e por consequência o pênalti. Mesmo assim, Rogério esparramou-se no chão, tentando cavar. O árbitro deu simulação e aplicou o cartão amarelo sem pensar duas vezes. O mais inusitado é que o jogador alvinegro nem cogitou reclamar, pelo contrário, ainda pediu desculpas ao adversário Wellington.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.