| Futebol

Pacotão: rodada #23 tem lindo drible de Camilo, e entrada feia de Allione

Golaço de Robinho na vitória do Santos por 3 a 1 sobre Figueirense e defesaça de Paulo Victor no clássico entre Flamengo e Fluminense também marcam a rodada

A rodada #23 do Brasileirão foi recheada de clássicos. Além de casa cheia, os estádios foram palcos de jogos pegados e violentos, com uma alta quantidade de cartões e faltas. Em uma delas, sob a pressão da goleada que o Palmeiras sofria para o Goiás - o jogo terminou 6 a 0 -, Allione esqueceu o espírito esportivo e deu uma entrada violenta em Esquerdinha, recebendo o cartão vermelho no ato. Se isso já não bastasse, o mico da rodada, protagonizado no clássico entre Cruzeiro e Atlético-MG dá uma ideia do clima pesado. Após o árbitro interromper a partida por causa das bombas lançadas pela torcida do Galo, o técnico Levir Culpi foi pedir calma aos torcedores, mas resposta foi uma nova explosão, o que irritou o comandante e o fez tirar o boné.

Mas nem tudo foi para esquecer. A rodada teve um golaço de Robinho na vitória do Santos sobre o Figueirense por 3 a 1, uma defesa incrível de Paulo Victor, que garantiu o empate em 1 a 1 no clássico entre Flamengo e Fluminense, e um drible lindo de Camilo sobre Pará, na vitória de 1 a 0 do Grêmio sobre a Chapecoense. Também teve lance engraçado, como a tentativa de fazer um gol à la Maradona, de Douglas Coutinho, ao meter a mão na bola. Ao tomar o amarelo, exibiu uma atuação digna de Oscar para negar a culpa.

Pacotão da Rodada 23 3 (Foto: GloboEsporte.com)



Header pacotão SARRAFO (Foto: Editoria de Arte)


Quando a fase não é boa, nada dá certo. Ainda assim, apelar para a violência não é a melhor solução. No calor da goleada que o Palmeiras sofria para o Goiás, complicando ainda mais a situação do Alviverde paulista, o volante Allione deu um carrinho feio em Esquerdinha, do Esmeraldino, protagonizando o sarrafo da rodada. O Palmeiras agora está na lanterna do campeonato. Que fase!

Header pacotão MICO (Foto: Editoria de Arte)



O juiz Marcelo de Lima Henrique acabou perdendo a paciência com a torcida do Atlético-MG e as bombas que estavam sendo detonadas na arquibancada. Em um determinado momento, ele resolveu parar a partida e disse que só reiniciava quando a baderna parasse. Irritado com o efeito que aquilo poderia ter no time, que ganhava a partida, o técnico Levir Culpi foi pedir calma aos torcedores. Contudo, ao virar de costas, uma nova detonação. Indignado, o comandante se virou novamente  para a torcida, "explodiu" de raiva, tirou o boné e deu uma bronca daquelas nos que estavam causando a algazarra.

Header pacotão GOLAÇO (Foto: Editoria de Arte)



Desde que voltou ao Brasil, Robinho tem feito boas partidas. Além de dribles desconcertantes, o atacante também tem deixado sua marca e, geralmente, com belos gols. Não foi diferente na vitória do Santos sobre o Figueirense por 3 a 1 na Vila Belmiro. Após uma linda jogada de Lucas Lima, que partiu da defesa e fez o toque, e um lindo corta-luz de Gabigol, Robinho recebeu, e bateu com efeito no ângulo do goleiro Tiago Volpi. Um golaço.

HEader Pacotão defesa (Foto: Editoria de Arte)



Quando o clássico Fla-Flu seguia empatado, Paulo Victor foi fundamental para evitar que o Tricolor abrisse vantagem no placar. Ao receber um cruzamento pelo alto, o atacante Fred, autor do gol do time das Laranjeiras, ajeitou e soltou uma bomba à queima-roupa. Como um gato, Paulo Victor voou para defender de maneira incrível o chute do atacante.


Header pacotão DRIBLE (Foto: Editoria de Arte)


Tem lances que, independentemente do resultado do time, levantam uma torcida. Este foi o caso do drible de Camilo sobre Pará, na vitória do Grêmio por 1 a 0 sobre a Chapecoense. Ao receber uma bola pelo alto, o meia da Chape aplicou uma linda caneta de calcanhar sobre o lateral do Tricolor gaúcho. Em outro lance, Camilo também deu um lençol lindo em Fellipe Bastos.

Header pacotão Ator (Foto: Editoria de Arte)



Tem jogador de futebol que quando se aposentar terá vaga certa nas telenovelas. Este é o caso do atacante Douglas Coutinho. Ao receber um cruzamento e notar que não conseguiria chegar, o atleta deu uma de Maradona e pôs a mão na bola. O juiz, que estava atento ao lance, não pensou duas vezes e sacou o cartão amarelo do bolso. Em uma atuação digna do Oscar, Coutinho ainda reclamou e jurou inocência. 

Header pacotão ERRO (Foto: Editoria de Arte)


O erro da rodada foi protagonizado por Paulo Baier, que já havia feito o gol de empate do Criciúma diante do Botafogo. O meia recebeu em condição legal para virar o jogo, mas o auxiliar falhou, marcando posição irregular de forma equivocada e anulando um gol legítimo dos catarinenses. O jogo terminou mesmo em 1 a 1.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.