| Futebol

Pacotão: rodada#25 tem pisão do Palmeiras e erro grave contra o Goiás

Nathan é expulso contra o Figueirense e fica com o sarrafo do fim de semana. No Pacaembu, bola bate no travessão e quica dentro do gol, mas arbitragem não vê

conca são paulo x fluminense (Foto: Marcos Ribolli)Após marcar um golaço, Conca corre para o abraço dos companheiros (Foto: Marcos Ribolli)

O Fluminense já vencia o São Paulo por 2 a 1, no Morumbi, quando Conca pegou a bola para uma cobrança de falta próximo à meia-lua. O argentino bateu de canhota com estilo e acertou o ângulo esquerdo do goleiro Rogério Ceni. O lance, que fechou o placar de 3 a 1 para o time carioca, foi escolhido o golaço da rodada#25 do Brasileirão. Na mesma partida, Ganso deu 11 passes errados, e Alexandre Pato ficou na banheira em três oportunidades. Com esses números, os são-paulinos foram recordistas nos respectivos quesitos. 

No Pacaembu, quem chamou a atenção foi a arbitragem. Logo depois do Santos abrir 2 a 0 sobre o Goiás, Esquerdinha mandou um chutaço de longa distância, a bola passou pelo goleiro Vladimir bateu no travessão e quicou dentro do gol. Porém, a arbitragem não percebeu que a bola havia ultrapassado a linha e os jogadores do Esmeraldino reclamaram muito com toda a razão. O mais incrível que o auxiliar de linha Ricardo Marques Ribeiro estava bem perto do lance e não viu a bola entrar. Em seguida, Bruno Mineiro, impedido, mandou para a rede e a infração foi bem assinalada. Mas de nada adiantou, pois o erro no primeiro lance já estava consumado.  

O fim de semana também ficou marcado por outros personagens negativos. Dentre eles, os palmeirenses Nathan e Valdivia. Na vitória do Figueirense por 3 a 1 sobre o Palmeiras, o zagueiro deu um pisão na canela de Marquinhos Pedroso, levou o cartão vermelho e foi "coroado" com o sarrafo da rodada. Já o chileno, o mais caçado da jornada com 10 faltas sofridas, desperdiçou uma chance clara de gol porque preferiu tocar para Henrique ao invés de chutar na meta de Tiago Volpi. Pior que àquela altura o Verdão vencia por 1 a 0 e estava deixando a zona de rebaixamento. Valdivia deveria ter uma aula com Giovanni Augusto para aprender como se faz. O meia aplicou um lençol espetacular em Marcelo Oliveira na origem da jogada que resultou no terceiro gol do Figueira.        

pacotão rodada # 25 (Foto: arte esporte)





Header pacotão GOLAÇO (Foto: Editoria de Arte)






A categoria de Conca impressiona. Sua cobrança de falta contra o São Paulo no último minuto foi daquelas em que o goleiro nada pode fazer, a não ser torcer para que a bola não entre. O golaço ainda teve o requinte de ter sido em cima de um especialista nesse tipo de bola parada. O tiro encobriu a barreira e acertou o ângulo, num lance que o próprio Rogério Ceni assinaria.

Header pacotão MICO (Foto: Editoria de Arte)



Na Arena Pernambuco, Sport e Cruzeiro ficaram no empate sem gols. Ricardo Goulart até teve a chance de balançar a rede do goleiro Magrão, mas apanhou da bola literalmente. Aos 39 minutos do segundo tempo, Egídio fez um cruzamento rasteiro para dentro da área. O meia tentou a finalização de canhota, mas errou feio o chute e acertou a bola no próprio rosto. Lance digno de "Os Trapalhões". 

Header pacotão DRIBLE (Foto: Editoria de Arte)



No Orlando Scarpelli, a torcida do Figueirense já festejava a virada incrível para cima do Palmeiras. Foi então que Giovanni Augusto resolveu levantar os torcedores no estádio com um drible sensacional. Na ponta direita, o meia deu um leve toque na bola e aplicou um chapéu em cima de Marcelo Oliveira. Na sequência, tocou para Leandro Silva, que cruzou para Marcão. O atacante finalizou de cabeça e marcou o terceiro gol do Figueira.    

Header pacotão ERRO (Foto: Editoria de Arte)



No Pacaembu, um minuto depois do Santos fazer 2 a 0 no placar, o Goiás foi para cima. Esquerdinha arriscou um chute de muito longe. A bola passou pelo goleiro Vladimir, bateu no travessão e quicou dentro do gol. Na sequência do lance, Bruno Mineiro cabeceou para a rede, mas a arbitragem marcou impedimento corretamente. Os esmeraldinos protestaram, alegando que a bola havia entrado depois da finalização de Esquerdinha, mas após ouvir o bandeira Bruno Boschilia e o auxiliar adicional Ricardo Marques Ribeiro – que estava próximo do lance – o árbitro Héber Roberto Lopes não validou o gol legítimo. Poderia ter mudado o panorama do jogo.

Header pacotão SARRAFO (Foto: Editoria de Arte)




Zagueiro promissor, cheio de vontade, mas que precisa controlar os nervos. O jovem Nathan tem sido elogiado por torcedores do Palmeiras, mas nesta rodada vacilou feio ao protagonizar o sarrafo da rodada. Numa jogada em que tentava ajudar a equipe no ataque, ele acabou perdendo a bola e, em seguida, agredindo seu marcador com um pisão enquanto esse estava caído, em lance parecido com o de Valdivia contra o Fla. Merecidamente foi expulso. Juízo, garoto!

Header pacotão GOL MAIS PERDIDO (Foto: Editoria de Arte)



Não foi só o zagueiro Nathan que se destacou negativamente em Florianópolis. Valdivia foi outro palmeirense a dar uma tremenda vacilada no fim de semana. O cronômetro marcava 22 minutos do segundo tempo. Naquele momento, os palmeirenses festejavam a vitória parcial por 1 a 0 – triunfo que o tirava da zona do rebaixamento. Até que a bola chega nos pés de Valdivia, livre na área e de frente para o gol. O chileno tem tudo para ampliar, mas prefere tentar o toque para Henrique do que finalizar e perde a a chance incrível. Para piorar, o Palmeiras sofre a virada. Após a partida, só restou a ele assumir a culpa pela derrota.

HEader Pacotão defesa (Foto: Editoria de Arte)



O lance ficou ainda mais espetacular pela beleza da jogada construída pelo adversário, Botafogo. Porém Marcelo Grohe deu seu show particular. Numa defesaça com a mão esquerda, o goleiro do Grêmio evitou que Emerson Sheik fizesse um golaço de voleio após passe de letra de Ramírez. Reflexo e precisão que ajudam a explicar o porquê ele está há 765 minutos sem sofrer gols.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.