PAOK monitora situação de Arão e pode entrar na briga com Olympiacos

PAOK monitora situação de Arão e pode entrar na briga com Olympiacos

O Flamengo ficou sem três jogadores para o restante da temporada – Vizeu, Vinícius Júnior e Jonas – e pode acabar perdendo mais um. Trata-se do volante Willian Arão. O Olympiacos, da Grécia, na última semana, abriu conversas com o Mais Querido para poder contar com o atleta em seu atual elenco. O rubro-negro da Gávea, porém, não aceitou a primeira proposta de R$ 10,4 milhões. Por conta disso, o PAOK, seu rival, começou a monitorar a situação da negociação e pode entrar na briga pelo jogador. A informação é do Esporte Interativo.

O Olympiacos propôs pagar o montante em quatro parcelas, sendo elas: 500 mil euros na assinatura, 750 mil euros em fevereiro de 2019, 750 mil euros em julho de 2019 e finalizaria o pagamento somente em outubro de 2019, com os últimos 300 mil euros, totalizando 2,3 milhões de euros, cerca de 10,4 milhões.

Já o outro grego interessado em contar com o futebol de Arão, o PAOK, entrou em contato nos últimos dias e as tratativas estão no início. A oferta oficial ainda não foi enviada, mas o representante do atleta, Bruno Paiva, aguarda para poder apresentar ao Flamengo. O Mengão pede 5 milhões de euros, cerca de 22 milhões de reais.

Nos últimos jogos antes da parada para a Copa do Mundo, Arão voltou a ter espaço no Flamengo. O atleta foi fundamental nas duas temporadas anteriores. Contudo, caiu de rendimento na reta final de 2017, e acabou perdendo espaço desde que Paulo César Carpegiani assumiu o Mais Querido. Com Barbieri à frente da equipe, a situação não mudou, principalmente depois do crescimento de Jean Lucas, jovem que atua na mesma faixa de campo.

Aos 26 anos de idade, Arão está no Flamengo desde 2016 e tem vínculo com o Rubro-Negro até o fim do próximo ano. Neste ano, Willian Arão atuou em dez partidas e não marcou nenhum gol. Segundo o Transfermarkt, o valor de mercado do volante gira em torno de R$ 16 milhões.