Paolo Guerrero concede entrevista à TV peruana após punição definitiva

Paolo Guerrero concede entrevista à TV peruana após punição definitiva

Nesta segunda-feira (14), o Tribunal Arbitral do Esporte (CAS) divulgou o resultado da apelação de Paolo Guerrero na Fifa. Paolo terá a pena estendida por 14 meses e não cabe recurso. Com essa decisão, o peruano está fora da Copa do Mundo e complica a renovação de contrato com o Flamengo. O centroavante concedeu entrevista à TV peruana “Canal N”, em que ratificou sua inocência e disse que estão roubando o sonho dele de jogar a Copa do Mundo.

Estão roubando meu sonho (ir à Copa do Mundo) e talvez a minha carreira. Espero que possa dormir em paz. Eu só agradeço a todos os meus fãs e pessoas que acreditam em mim e que conhecem a pessoa que eu sou. Continue acreditando em mim. Eu acredito em Deus. Eu quero ratificar ao meu país e ao meu povo que eu nunca consumi qualquer droga ou substância proibida, porque eu sempre fui profissional em todos os sentidos. Futebol para mim é nascido em talento e em condições físicas. Essas coisas (substâncias proibidas) estão fora do meu alcance. Nunca consumi uma droga. Nunca quis melhorar o meu desempenho. Isso já foi provado na FIFA, WADA e TAS.

Após a divulgação da decisão, a Corte Arbitral do Esporte (CAS) divulgou o relatório indicando o motivo do aumento de pena. Em trecho do documento, a entidade admite que a quantidade de benzoilecgonina – metabólito da cocaína – encontrada foi insignificante. Contudo, a suspensão é pelo fato de que Paolo foi considerado negligente.

Paolo pegou 14 meses de suspensão, sendo que seis deles já estão cumpridos – restam oito. O peruano não poderá entrar em campo na quarta-feira (16), às 21h45 (horário de Brasília), no Maracanã. O Flamengo encara o Emelec pela Libertadores e caso vença os equatorianos garante vaga para a próxima fase da competição.