Paquetá abre discussão sobre raça no Flamengo após bronca viralizar

Paquetá abre discussão sobre raça no Flamengo após bronca viralizar

Na era dos memes na internet, uma imagem compartilhada pode valer mais do que palavras e um plano de jogo. E a cobrança da torcida do Flamengo para que o time tenha, além de desempenho, mais entrega motivou conversas internas entre jogadores e dirigentes por uma mudança de postura.

O personagem central dessa reflexão foi Lucas Paquetá, que tem se desdobrado na marcação de forma até impulsiva. Depois do jogo com o São Paulo (quando um vídeo com o jogador correndo de um lado para o outro, marcando, e depois perdendo a paciência, viralizou), houve cobrança no vestiário por mais dedicação.

O técnico Reinaldo Rueda, que costuma falar em resgatar a mística do clube, vem pedindo mais brio, e a pressão ganhou eco entre os dirigentes e os próprios atletas. A preocupação de jogar para a galera, e não para o time, veio em seguida. Cada atleta a seu modo, então, passou a reagir e a tentar comunicar com o torcedor.

No Fla-Flu da Sul-Americana, Willian Arão e Felipe Vizeu pediram apoio das arquibancadas após se esforçarem em algumas jogadas. Diego deixou o Maracanã alertando para o equilíbrio entre controle emocional e correria para agradar à torcida. Éverton Ribeiro confirmou que o tema tem sido pauta no clube, mas que é preciso no fim das contas produzir melhor:

— Não falta vontade, raça. Às vezes, a gente corre muito e não produz. Desta vez, conseguimos nos impor e fazer o gol, controlar o jogo. Tem que ser assim. Se impor e fazer o gol.

Com um fim de ano frustrante e sem títulos de expressão por enquanto — apesar do alto investimento —, o torcedor quer no mínimo é que se honre a camisa do Flamengo.

— A gente conversou sobre isso. Mesmo correndo, tem que mostrar isso num carrinho, porque a nossa torcida gosta disso, da vontade, da raça. Tem que continuar fazendo isso, para ter a torcida do nosso lado — comentou o camisa sete, que fez apenas um alerta. Segundo Éverton Ribeiro, nem sempre só a vontade resolve uma partida.

O zagueiro Réver sofreu lesão no ligamento colateral medial do joelho direito e vai desfalcar o time por um mês. Outro que não joga amanhã é o atacante Guerrero, que se recupera de lesão muscular na coxa esquerda.