Paquetá esclarece polêmica com torcedora e dispara: “Eu sou cria, não criado”

Paquetá esclarece polêmica com torcedora e dispara: “Eu sou cria, não criado”

A noite da última sexta-feira (27) foi mais um dos clímax da atual instabilidade apresentada pelo futebol do Flamengo. Durante os protestos, até o meia Lucas Paquetá, um dos mais queridos do atual elenco, chegou a ser contestado por torcedores.

O camisa 11 acabou se envolvendo em polêmica em rede social, ao responder o comentário de uma torcedora que o questionou. Depois do momento de tensão, Paquetá voltou a se pronunciar, esclarecendo o ocorrido. VEJA O QUE ESCREVEU O ATLETA:

“Primeiramente eu gostaria de esclarecer algo que me irritou e me decepcionou demais, somos aletardos a não ler mensagens e estar ligados a redes sociais nos momentos difíceis do clube… Mas confesso que as vezes é inevitável deixar de vez algumas coisas. 

‘Sou muito mais Flamengo que você’, uma menina que estava assistindo o ocorrido do aeroporto e me acusou de ter debochado da torcida e ter chamado pra porrada… Uma menina que tenta colocar o próprio jogador contra a torcida de seu clube, que no meio do vento contra quer acusar a mim de debochar e ameaçar minha própria torcida… Que quer criar situações adversas e prejudicar ainda mais as coisas… Acredito que você também seja mais Flamengo do que ela por isso. Seriam essas as minhas palavras ‘assiste tudo pela tv e fala M****’, pois foi o que ela fez. Me acusando de algo que nunca vai acontecer! Nem me referi aos que não vão aos estádios, porque 45 milhões não caberiam nem no maior estádio do mundo.

Me referi a o que aconteceu no aeroporto sobre o qual ela veio me acusou! Acima de tudo rubro-negro… E levo isso dentro de mim, sei que o Flamengo é muito maior do que eu, do que ela, e do que qualquer outro… Me preocupa ver uma ‘torcedora’ com o intuito de prejudicar e difamar a minha imagem como rubro-negro. Porque antes de ser jogador, eu sou Flamengo pra ca*****. Jamais faria o que ela disse que fiz com meu clube e minha torcida que também faço parte.

Sei que sou apenas um moleque de 20 anos, sem títulos pelo Flamengo e que não ganhou nada ainda! Mas tenho alegria e prazer em vestir esse manto, sei da minha dignidade e respeito pelo clube do meu coração, pelo clube que eu cresci. E é esse amor que sinto pelo Flamengo que me faz seguir de cabeça em pé em busca do que é melhor para o clube. Eu sou cria, não criado. SRN”.

Reprodução/Instagram Stories