| Futebol

Para André Rizek, Luxemburgo e os jogadores do Fla estão sintonizados

Apesar da arrancada, Carlos Eduardo Lino considera que o Rubro-Negro não tem consistência de jogo para brigar na parte alta da tabela do Brasileirão

O Flamengo conquistou sua quinta vitória em seis jogos disputados sob o comando de Vanderlei Luxemburgo. Neste domingo, o Rubro-Negro bateu o Criciúma por 2 a 0 pela 17ª rodada do Brasileirão e já ocupa a 11ª posição na tabela, com 22 pontos. Na opinião do comentarista do SporTV, André Rizek, o trabalho tem muitos méritos por se tratar de um time fraco e chama atenção pela sintonia do discurso entre treinador e atletas
(assista ao vídeo).

- Os jogadores do Flamengo quando dão entrevistas mostram a maneira como eles estão sintonizados com o discurso do Vanderlei. O Marcelo foi assim no intervalo da transmissão, vimos o Eduardo da Silva usando as mesmas expressões do Vanderlei, compraram a ideia que ele tem de time, de campeonato, do Flamengo. Quanto tempo que a gente não via. Com o Jayme o time era sintonizado também, mas com o Ney Franco isso não aconteceu. É o grande mérito do Vanderlei na campanha que ele vem fazendo com um time fraco - disse.

Na entrevista coletiva após o jogo, o técnico Vanderlei Luxemburgo foi questionado se Eduardo da Silva já estaria pronto para atuar por 90 minutos. Na opinião de André Rizek, o treinador do Flamengo tem conseguido utilizar o jogador da melhor forma possível e considera injustificável os pedidos para que o atleta seja titular neste momento.

- A gente já está querendo que o Vanderlei escale um jogador que vem resolvendo a vida do Flamengo entrando nos jogos, que é o Eduardo da Silva. Se ele está resolvendo entrando assim e o técnico que é aquele que trabalha no dia a dia e melhor conhece o preparo do atleta e está dando certo. A gente tem que ser muito chato para questionar isso e achar que ele tem que começar jogando - concluiu.

Eduardo da Silva comemora gol Criciúma x Flamengo (Foto: Getty Images)Marcelo e Eduardo da Silva mostram sintonia com discurso adotado por Vanderlei no Fla (Foto:Getty Images)

Também presente na bancada do "Troca de Passes", o comentarista Carlos Eduardo Lino considera que o time do Flamengo ainda não está pronto para disputar posições no topo da tabela e enumera alguns fatores que podem explicar o crescimento da equipe na competição.

- O Flamengo ainda não tem consistência de jogo para brigar na parte alta da tabela. É bom esperar um pouquinho mais, apesar de todo esse otimismo do torcedor do Flamengo. O time encontrou uma estabilidade técnica baseada na confiança, que vem do torcedor, da troca de treinador, dos jogadores novos. E o Eduardo da Silva é esse exemplo, que mudaram um pouco o jeito de jogar, e do crescimento técnico de alguns jogadores. O Mugni apesar de vir do banco também, já é um outro jogador. O Luxemburgo conseguiu com todos esses fatores remando a favor e em alguns momentos com um pouco de sorte virar a realidade do Flamengo, mas acho que não é para tanto ainda - disse.

Na próxima rodada, o Flamengo volta a jogar fora, contra o Vitória, no domingo, às 18h30, no Barradão. O Criciúma sai para encarar o Sport, no mesmo dia, às 16h, no Lacerdão.

saiba mais
  • Luxemburgo breca euforia e vê Fla ainda ameaçado: "Não muda nada"
  • Atuações: Eduardo e defesa são pontos altos do Fla contra o Tigre
  • Eduardo da Silva repete Luxemburgo: "Devagar vamos saindo da confusão"

 

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.