| Futebol

Para evitar perda de R$ 1 milhão, Fla recorrerá contra pena do STJD

Clube calcula que deixou de ganhar R$ 500 mil no clássico contra o Botafogo e buscará revisão de pena para recuperar 20% de público contra o Coritiba

flameng - Para evitar perda de R$ 1 milhão, Fla recorrerá contra pena do STJD

Por orientação da Polícia Militar, o Flamengo precisou esvaziar o Setor Sul do Maracanã contra o Botafogo. Ali ficaram somente os cerca de 6 mil alvinegros e, portanto, 14 mil torcedores rubro-negros a menos no estádio. Isso significou, nas contas do clube, R$ 500 mil a menos de renda líquida – já descontados taxas, impostos e gastos operacionais. Para evitar uma nova perda semelhante, o departamento jurídico vai ainda nesta semana entrar com um recurso contra a pena imposta pelo STJD, que na última sexta-feira determinou a redução de 20% da carga de ingressos para o jogo contra Coritiba, dia 20 de novembro.

O Flamengo estima que também deixará de ganhar aproximadamente R$ 500 mil se for confirmada a punição de carga reduzida de ingressos contra o Coritiba. Além disso, o clube tem a certeza de que o fato de contar com 20% a menos de torcedores terá influência grande na parte técnica, já que a equipe ainda sonha com o título – e espera chegar ao jogo da 36ª rodada com chances.

O tribunal condenou o Flamengo por falha na segurança do Maracanã na partida contra o Corinthians, quando integrantes de organizadas do clube paulista entraram em confronto com a Polícia Militar na arquibancada. O departamento jurídico rubro-negro ainda espera a publicação da íntegra da decisão da 4ª Comissão Disciplinar do STJD para entrar com o recurso.

O passo seguinte é o caso ser analisado pelo tribunal Pleno, que conta com o presidente do STJD e outros oito auditores. A decisão em primeira instância pode ser amenizada ou agravada.

Fonte: http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2016/11/para-evitar-perda-de-r-1-milhao-fla-recorrera-contra-pena-do-stjd.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.