| Futebol

Para fugir do Z-4, Fla precisa manter "fantasma de Curitiba" adormecido

Palco de derrotas ao longo da última década, capital paranaense recebeu vitória sobre o Coxa no último Brasileiro e empate na decisão da Copa do Brasil em 2013

Wallace no treino do Flamengo (Foto: Marcos Tristão / Agência O Globo)Wallace fez gol na última vez que encarou o Coxa no Paraná (Foto: Marcos Tristão / Agência O Globo)

Ao longo da última década, Curitiba nunca foi uma cidade que remetesse o Flamengo a boas recordações. Fosse no Couto Pereira ou na Arena da Baixada, o clube acostumou-se a sofrer no Sul do país desde o ano 2000 - 18 derrotas, quatro empates e cinco vitórias, três delas no Durival Britto. No ano passado, a situação mudou. Com uma vitória sobre o Coxa no Brasileirão e o empate com o Atlético-PR na final da Copa do Brasil, o histórico do elenco atual na capital paranaense é positivo, e é nisso que os rubro-negros se apoiam para saírem da zona de rebaixamento após quase três meses. 

Autor de um dos gols no 2 a 0 do Brasileirão de 2013, Wallace lembra que o Flamengo de Jayme de Almeida também chegou ao Paraná em situação delicada na tabela. Para o confronto de domingo, às 16h (de Brasília), no Couto Pereira, o zagueiro faz coro com o que Vanderlei Luxemburgo disse em coletiva na sexta-feira e pede um time bem postado defensivamente e fatal nos espaços que o Coxa der para contragolpe.

- Também estávamos em uma situação delicada na época e entramos muito concentrados. É o que temos que fazer. É um confronto direto, uma vitória deve nos tirar da zona e será importante para pensarmos em galgar outra coisa no campeonato. Jogamos com uma proposta de ficar fechadinho e definir em uma bola. Temos que respeitar a fase, ser humilde em ver que temos sofrido e ver como o jogo vai se desenhar.

O zagueiro, no entanto, evita tom nostálgico. Se o passado recente inspira o Flamengo, é preciso escrever uma nova história. Nem mesmo a presença no Durival Britto, palco da decisão da Copa do Brasil, no treinamento de sábado empolgou muito Wallace, que cobra foco no que acontecerá no Couto Pereira.

- Ficou para trás. Não dá para ficar vivendo de história. Temos que pensar no jogo do Coritiba.

Neste domingo, o Flamengo entra em campo para encarar o Coritiba com Paulo Victor, Léo Moura, Marcelo, Wallace e João Paulo; Recife, Márcio Araújo e Canteros; Everton, Eduardo da Silva e Alecsandro. A partida está marcada para 16h (de Brasília), no Couto Pereira, pela 15ª rodada do Brasileirão. Com 13 pontos, o Rubro-Negro é o 19º colocado, acima somente do próprio Coxa, que é lanterna com 12.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.