| Futebol

Pará não teme Chile e diz que Fla deve se impor em qualquer lugar do mundo

Lateral-direito lembra que Zé Ricardo mantém a forma do time atuar, mesmo para os reservas e a base, desde o ano passado, e que isso facilita ao jogar fora de casa

flameng - Pará não teme Chile e diz que Fla deve se impor em qualquer lugar do mundo

Confirmado para a partida desta quarta-feira, contra a Universidad Católica, no Chile, o lateral-direito Pará afirma que o Flamengo não pode mudar seu estilo de jogo por estar atuando fora do Brasil. O técnico Zé Ricardo vem usando o mesmo esquema - com algumas variações - para os times reserva e titular, e até mesmo para a base, isso desde o ano passado quando o Flamengo precisou mandar vários jogos fora do estado. 

Para o lateral, que lembrou já ter atuado diversas vezes no Chile, o Flamengo terá dificuldade, mas tem qualidade para se impor no seu segundo desafio na competição continental. Na estreia, o time goleou o San Lorenzo, da Argentina, por 4 a 0, mas a partida foi em um Maracanã lotado.

- A gente não vai mudar o jeito de jogar. Já temos esse padrão desde o ano passado. Jogamos assim ou em qualquer lugar do mundo, o Flamengo é grande e tem de se impor. Claro que não vamos nos expor toda hora a contra-ataques, mas o Flamengo tem qualidade para impor seu futebol.

Pará afirmou que é difícil enfrentar a Universidad Católica no Estádio San Carlos de Apoquindo. Ele lembrou da estreia do Atlético-PR na Libertadores contra os chilenos. O clube paranaense abriu 2 a 0 no placar, mas permitiu o empate. O lateral pediu atenção aos rubro-negros durante toda a partida.

- Libertadores é totalmente diferente dos estaduais. Não pode dar mole, não pode dormir, exemplo claro foi o Atlético-PR, abriram dois de vantagem e em cinco minutos conseguiram empatar. Vai ser um jogo difícil, complicado, mas vamos dar conta do recado.

Com a lesão de Mancuello, que está fora da partida desta quarta, Pará respondeu sobre a forma de jogar com Berrío ou Gabriel na ala direita. Elogiou ambos e deixou na mão de Zé Ricardo:

- São dois belíssimos jogadores, o Berrío e o Gabriel, ainda não sei quem vai jogar. O Berrío está se adaptando muito bem, a evolução dele é clara nos jogos. Essa dor de cabeça é boa para o Zé Ricardo.

Fonte: http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2017/03/para-nao-teme-chile-e-diz-que-fla-deve-se-impor-em-qualquer-lugar-do-mundo.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.