| Futebol

Paulo Victor, colega de Juan no Fla, afirma: "Sabia onde ele ia bater"

Goleiro também celebra intervenção em cabeçada à queima-roupa do atacante Caio

 

Paulo Victor decidiu para o Flamengo no Barradão aos 33 minutos do segundo tempo, quando pegou pênalti batido por Juan e manteve os 2 a 1 para seu time, resultado final do jogo contra o Vitória, no Barradão, neste domingo. Paulo afirmou que o lado escolhido pelo lateral do Rubro-negro baiano não o surpreendeu, pois já conhecia a forma de cobrar do ex-companheiro. (confira ao lado a defesa de Paulo Victor no pênalti)

- Trabalhei quatro anos com ele e sabia onde ele ia bater. Claro que temos que ter a calma e frieza. Procurei nem olhar nos olhos dele. Como eu tinha convicção de que ele ia bater naquele canto, fui confiante na bola. Fui feliz com a defesa no pé e no pênalti - afirmou PV, colega de Juan na Gávea de 2006 a 2010.

Humilde, afirmou que a participação do goleiro em um jogo não deve ser constante, mas sim pontual:

- A gente sabe que ultimamente precisamos do goleiro em uma ou duas bolas por jogo. Fui feliz pegando o pênalti.

O Flamengo, nono colocado do Brasileiro com 25 pontos, volta a campo duas vezes nos próximos sete dias. Na quarta-feira, às 22h, contra o Coritiba, pela Copa do Brasil, precisa de vitória por 3 a 0 para pelo menos levar o jogo para os pênaltis. Três dias depois, às 18h30, encara o Grêmio, em partida válida pela última rodada do turno. Ambos os confrontos serão disputados no Maracanã.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.