| Futebol

Paulo Victor pede série de vitórias para levantar o moral: "Falta confiança"

Goleiro torce por arrancada do Fla contra Sport e Coritiba, convoca torcida para lotar o Maracanã e diz que boné não o ajudaria a evitar gol da Chapecoense

Paulo victor Treino Flamengo (Foto: Alexandre Cassiano / Agência o Globo)Paulo Victor vê falta de confiança no time (Foto: Alexandre Cassiano / Agência o Globo)

Vitórias. Assim, no plural e, de preferência, em sequência. É por isso que o Flamengo clama para dar a volta por cima no Brasileirão. E essa urgência identificada pelo elenco não se dá somente pela evidente necessidade de pontos para se livrar da última colocação na tabela. Os jogadores rubro-negros enxergam a falta de confiança como um dos fatores determinantes para o início de competição tão ruim e sabem que este panorama só mudará com uma série convincente. 

Depois do clássico com o Botafogo, logo na estreia de Vanderlei Luxemburgo, o que se viu no Ninho do Urubu era uma clima de esperança em uma arrancada no Brasileirão. Não foi o que aconteceu. A derrota por 1 a 0 para Chapecoense levou o time de volta para lanterna e aumentou as dúvidas a respeito da salvação da queda para Série B. Um dos jogadores há mais tempo no clube, Paulo Victor cobra uma reação e traça os próximos jogos, contra Sport, em casa, e Coritiba, no Couto Pereira, como primordiais.

- O que falta é confiança. Claro que o Luxemburgo está tentando fazer o melhor. O que está faltando é confiança, encaixar umas duas vitórias seguidas. Fomos campeões do Carioca e da Copa do Brasil e se for ver só tira dois ou três jogadores do elenco atual. O que falta é recuperar a confiança. Precisamos de uma sequência. Nada melhor do que pegar o Sport em casa e o Coritiba, que é um concorrente direto, para sairmos da zona de rebaixamento.

 

Para o confronto com o Sport, domingo, no Maracanã, a diretoria rubro-negra manteve os preços dos ingressos mais baratos na esperança de um bom público como no clássico com o Botafogo. Para PV, esta união com o torcedor será determinante para que o time possa reagir.

- A torcida do Flamengo faz a diferença sempre. Nos apoiam nos momentos bons e difíceis. Quando estão ao nosso lado, as coisas acontecem mais fácil.

Mesmo que vença os pernambucanos, o Flamengo dificilmente sairá da zona de rebaixamento: poderia até alcançar o Botafogo, 16º, com 13, mas é improvável que tire a diferença de 12 gols de saldo. Ou seja, terá mais uma semana para falar do risco de queda, o que o goleiro admite não ser nada agradável.

- É chato ficar falando, mas sabemos que restam 25 jogos e temos totais condições de sair da zona de rebaixamento. Pior seria se fossem dois, três jogos... Sabemos da responsabilidade que temos. É uma colocação que não agrada a nenhuma equipe, mas na rodada passada tivemos uma vitória e ficamos a um ponto da saída da zona. 

PV aceita críticas de Zico

Se você olhar para o alto, nem o boné vai solucionar o problema. Não estou colocando a culpa no sol, quando erro tenho que assumir, mas se estivesse com o boné não adiantaria nada 
Paulo Victor, goleiro do Flamengo

Após a derrota para Chapecoense, domingo, fora de casa, Vanderlei Luxemburgo chegou a dizer que o gol adversário tinha saído por conta do forte sol em Santa Catarina, que teria atrapalhado a visão de Paulo Victor. A justificativa encontrou eco em Zico, que culpou o goleiro por não usar boné nesta situação. Questionado sobre a crítica, PV tratou com naturalidade e evitou rebater o maior ídolo da história rubro-negra.

- Conheço o Zico, conheço a família dele, tive o prazer de trabalhar com ele e tenho certeza que falou pensando em ajudar. É torcedor, como eu sou, e tenho todo respeito pela colocação dele.

Paulo Victor, por sua vez, se explicou e disse que o acessório não o ajudaria no lance do gol catarinense:

- Se você olhar para o alto, nem o boné vai solucionar o problema. Não estou colocando a culpa no sol, quando erro tenho que assumir, mas se estivesse com o boné não adiantaria nada. Tanto que o jogador de vôlei de praia usa óculos. Conversei com dois amigos da Chapecoense, e eles disseram que a escolha foi proposital por causa do sol e do vento.

Com 10 pontos, o Flamengo é o último colocado no Brasileirão, e encara o Sport, domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã, pela 14ª rodada.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.