Pedra no sapato: arbitragem vira principal vilão do Fla em 2018

Pedra no sapato: arbitragem vira principal vilão do Fla em 2018

A arbitragem está sendo um dos maiores problemas do Flamengo em 2018. Após erros claríssimos nos dois primeiros jogos da Libertadores, o prejuízo aconteceu na primeira rodada do Brasileirão e que vai se estender pra segunda. No empate por 2 a 2 contra o Vitória, no Barradão, o árbitro Wagner Reway roubou a cena ao marcar um pênalti inexistente e expulsar Éverton Ribeiro no início do jogo. O lance mudara todo o desenho da partida.

Veja os principais erros no ano (infos: Globoesporte.com):

FLAMENGO 2X2 RIVER PLATE
Logo na estreia na Libertadores, o Flamengo reclamou muito da arbitragem. E com razão. No fim do primeiro tempo, Réver cabeceou para o meio da área e a bola bateu no braço direito de Zuculini, dentro da área. Pênalti não marcado pelo árbitro peruano Michel Espinoza. Outro lance crucial foi o primeiro gol do River, quando Mora, impedido, cabeceou para marcar. A partida terminou empatada por 2 a 2.

EMELEC 1X2 FLAMENGO
No jogo seguinte na Libertadores, outro erro clamoroso. Aos 6 minutos de jogo, após lançamento de Diego para Éverton Ribeiro na área, Guagua tocou com a mão na bola e tirou a chance do meia rubro-negro. O Flamengo venceu a partida por 2 a 1 de virada, mas poderia ter sofrido menos em Guayaquil.

VITÓRIA 2X2 FLAMENGO
Não é só na Libertadores que o Flamengo vem sofrendo com a arbitragem. Logo na estreia no Brasileirão, contra o Vitória, neste sábado, no Barradão, o árbitro Wagner Reway marcou pênalti e expulsou Everton Ribeiro no início do jogo por salvar um gol com a mão. Mas o detalhe é que a bola bateu no rosto do meia. O Rubro-Negro empatou por 2 a 2, mas mais de 80 minutos com um jogador a menos.

FLAMENGO 1X0 BOTAFOGO
No segundo clássico contra o Alvinegro na temporada, o lance mais comentado foi o gol em impedimento de Rhodolfo, mas o Rubro-Negro não teve um pênalti marcado ao seu favor. No segundo tempo, Moisés derrubou Paquetá na área, e o juiz mandou seguir.

Após a partida em Salvador, Eduardo Bandeira de Mello, presidente do Flamengo, mostrou toda insatisfação para a imprensa que estava presente no Barradão: “Onde é que está o outro lado? Se dizem que o árbitro erra para os dois lados… Hoje ele errou dos dois lados… do campo. Primeiro quando marcou o pênalti para o Vitória e depois quando não deu o pênalti no Rodinei. Mas é sempre contra o Flamengo. Teve o caso contra o River Plate, ganhamos contra o Emelec, mas teve aquele lance também clamoroso logo no início do jogo. Foram erros humanos, mas todos contra o Flamengo. É uma pena não termos o árbitro de vídeo“.