| Futebol

"Peladeiro" na visão de Luxa, Gabriel segue conselhos: "Coisas simples"

Atacante do Flamengo destaca importância do comandante na sua subida de produção. São cinco gols marcados desde a sua chegada ao clube em 18 jogos

Gabriel concede entrevista coletiva no Ninho (Foto: Gilvan de Souza/Fla Imagem)Gabriel concede entrevista coletiva no Ninho (Foto: Gilvan de Souza/Fla Imagem)

Descoberto na várzea baiana, Gabriel começou a tarde no futebol. Chegou já aos 18 anos nas categorias de base do Bahia, quando muitos jogadores nessa idade já se destacam nos elencos profissionais. Depois de boas temporadas, foi contratado pelo Flamengo no começo do ano passado e, agora, começa a aparecer como um dos destaques do time no fim de 2014.

O seu crescimento e sua consolidação como jogador importante no elenco coincidem coma chegada do técnico Vanderlei Luxemburgo. Até a chegada do comandante em julho deste ano, Gabriel havia marcada sete gols em 68 jogos. Com ele, são cinco em 18 participações.

Luxemburgo conhece o passado de Gabriel. Depois da vitória por 2 a 0 sobre o Internacional, com dois gols seus, o treinador chamou o jogador de peladeiro, lembrando sua origem.

- Ele  me dá vários conselhos, sabe da minha história, que cheguei tarde no futebol e tenho um caminho a percorrer. É procurar escutar. São coisas simples, como entrar mais na área, caprichar nos passes, dominar antes de tocar de primeira para ter mais controle da bola - comentou Gabriel.

Os cinco gols sob o comando de Luxemburgo foram marcados nos últimos sete jogos. Nessa sequência, o Flamengo venceu cinco jogos e perdeu dois, conseguindo a classificação para a semifinal da Copa do Brasil e ficando mais distante da zona da confusão no Campeonato Brasileiro.

- Sempre treinei finalizações e estou treinando um pouco mais. Quando não jogo, procuro me aperfeiçoar ainda mais. Venho fazendo gols porque as oportunidades estão aparecendo. A bola sobra para quem entra na área - disse o jogador.

Luxemburgo também recebeu elogios de Gabriel. Para o atacante, é preciso aprender com quem tem história no futebol para poder crescer ainda mais e se firmar no Flamengo.

- Ele é diferente. A vida dele mostra muitos títulos. É extremamente focado e inteligente. Dentro do jogo parece que está em campo - afirmou Gabriel, que viaja com o grupo nesta quinta-feira para enfrentar o Botafogo em Manaus, sábado, pelo Campeonato Brasileiro.


Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.