Autor de 13 gols sobre o Flamengo, 12 deles com a camisa do Santos, Pelé foi uma espécie de carrasco da equipe rubro-negra entre 1957 e 1973. Artilheiro do confronto, teve jogos marcantes, como um 7 a 1 no Maracanã em 1961, quando fez três gols pelo torneio Rio-São Paulo.  No GLOBO do dia seguinte, o Rei foi chamado de "Dono do Maracanã", lotado com mais de 130 mil pessoas para ver o Rei. A competição acabou com título rubro-negro.

Pelé repetiu o hat-trick em 1964, no Pacaembu, e fez chover, literalmente, em outra goleada, desta vez por 4 a 1. A vitória deu ao Santos o tetracampeoanto brasileiro depois de empatar sem gols no Maracanã. Mas na memória de torcedores e ex-jogadores rubro-negros sobre o craque, o momento mais histórico não foi traumático. Em 1979, já aposentado, Pelé vestiu a 10 de Zico, em amistoso beneficente contra o Atlético-MG, vencido por 5 a 1.

Aos 38 anos, o Rei teve a oportunidade de marcar um gol com a camisa do Flamengo, mas abdicou de cobrar o pênalti, mesmo após Zico lhe oferecer a bola. Coube ao Galinho a missão de empatar a partida e comandar a virada.

— Foi uma alegria muito grande para todos nós lá no Flamengo quando ele treinou com a gente, jogou com a gente, e foi muito simpático com todos. E foi um dia espécial para todos nós. Um dia marcante — lembra Zico, que contou um pouco do ambiente de brincadeiras que precedeu a escalação do Flamengo para Pelé jogar.

— Andrade disse que ia jogar porque o Pelé não fazia a cabeça de área, Tita disse que entraria porque Pelé não jogava pela direita. Eu falei: "Eu vou dar a 10, mas a 9 é minha". Foi o maior prazer poder estar do lado dele, ceder a camisa 10 que ele tão bem representou.  — conta o ídolo rubro-negro.

Sobrou para Cláudio Adão e Luizinho, atacantes daquele time do Flamengo.

O confronto entre os camisas 10 só aconteceu uma vez, em 1972. Em empate sem gols pelo Brasileiro, Zico saiu do banco e entrou no lugar de Caio Cambalhota, enquanto Pelé já era o Rei com quatro Copa do Mundo na bagagem. De gerações distintas, o encontro de reis ficou apenas no sonho dos torcedores do Flamengo.

Oferta ao Santos por Pelé

Mas não foi por falta de tentativa. Em 1969, o presidente do Flamengo, André Richer, tentou curar a frustração pela contratação de Garrincha, que não deu resultado esperado, e fez uma oferta milionária ao Santos, que recusou prontamente a investida em Pelé.

— O Flamengo preparou um cheque de dois milhões de Cruzeiros, enviou um telegrama para o presidente do Santos, que falou que o Pelé era inegociável, que não existia preço para ele — lembra o historiador Bruno Lucena.

O primeiro contato de Pelé contra o Flamengo foi aos 16 anos, em 1957, quando o Santos levou uma goleada de 4 a 0 no Maracanã. Depois desse cartão de visitas, Pelé nunca mais perdeu para o Flamengo por tal diferença de gols. No jogo de volta do torneio Rio-São Paulo de 1961, o troco do 7 a 1 veio com uma vitória do Flamengo por 5 a 1, mas Pelé não jogou.

No confronto direto contra o clube da Gávea, o Rei levantou três vezes a taça da competição interregional. Além de 1959, 1963 e 1964. Também ergueu a Taça Brasil de 1964, e o torneio Roberto Gomes Pedrosa de 1968. Foram 19 jogos, com 8 vitórias, 5 empates e 6 derrotas para Pelé.

Dos 13 gols, um foi com a camisa do Vasco, em jogo para angariar fundos para a construção do Morumbi, estádio do São Paulo. A partida entre o combinado Santos/Vasco e Flamengo terminou empatada em 1 a 1. Ainda houve um jogo de Pelé pela seleção, em amistoso contra o Flamengo, vencido pela equipe rubro-negra por 2 a 0, em 1976.

Mas a única lembrança concreta guardada até hoje na sede do clube, na Gávea, é o troféu da partida beneficente de 1979, em que Zico e Pelé atuaram juntos por alguns momentos com a camisa do Flamengo.

Confira todos os jogos de Pelé contra o Flamengo

05/05/1957 Santos 0 x 4 Flamengo

26/06/1957 Santos/Vasco 1 x 1 Flamengo

09/03/1958 Santos 2 x 3 Flamengo

12/04/1959 Santos 3 x 2 Flamengo

11/03/1961 Santos 7 x 1 Flamengo

15/11/1961 Santos 1 x 1 Flamengo

27/03/1963 Santos 3 x 0 Flamengo

01/05/1964 Santos 2 x 3 Flamengo

16/12/1964 Santos 4 x 1 Flamengo

19/12/1964 Santos 0 x 0 Flamengo

19/03/1967 Santos 1 x 0 Flamengo

08/05/1968 Santos 0 x 0 Flamengo

15/09/1968 Santos 2 x 0 Flamengo

01/11/1969 Santos 4 x 1 Flamengo

14/11/1970 Santos 0 x 2 Flamengo

12/01/1972 Santos 0 x 1 Flamengo

23/11/1972 Santos 0 x 0 Flamengo

09/09/1973 Santos 1 x 0 Flamengo

06/10/1976 Brasil 0 x 2 Flamengo