| Futebol

Perfeito nos passes, Eduardo da Silva demonstra técnica em estreia discreta

Nos primeiros 25 minutos em campo pelo Fla, atacante acerta todos os toques na bola, mas não consegue ser decisivo em derrota para Chapecoense

Eduardo da Silva Flamengo treino (Foto: Gilvan de Souza)Eduardo da Silva não cobra vaga no time titular (Foto: Gilvan de Souza)

Foi uma estreia discreta, sem muito brilho, mas com participação suficiente para mostrar que Eduardo da Silva pode, sim, ser muito importante na caminhada do Flamengo para evitar o rebaixamento. Em 25 minutos em campo na derrota por 1 a 0 para a Chapecoense, domingo, na Arena Condá, pela 13ª rodada do Brasileirão, o croata não protagonizou nenhum lance decisivo. Por outro lado, demonstrou técnica nas vezes em que teve a bola em seus pés e senso de posicionamento. 

Com Alecsandro dentro da área, Eduardo voltou mais para buscar o jogo e tentou jogadas pelas duas laterais. Em oito passes efetuados na partida, teve 100% de aproveitamento, e demonstrou recurso ao descolar escanteio com um toque de calcanhar em cima do zagueiro quando uma jogada já parecia perdida. Com o Flamengo atacando de maneira desordenada, o atacante não conseguiu concluir ao gol. 

Questionado sobre sua entrada no time, Eduardo da Silva evitou cobrar uma posição entre os titulares e lembrou que está abaixo do restante do elenco no ponto de vista físico. Após a última temporada europeia no Shakhtar e a participação na Copa pela Croácia, o jogador teve férias curtas antes de chegar ao Fla. 

Não posso falar sobre ser titular. Tenho quase três semanas de preparação, mas estou com o grupo e preparado para dar o máximo. Não importa se por 40 ou 50 minutos
Eduardo da Silva

- Não posso falar sobre ser titular. Tenho quase três semanas de preparação, mas estou com o grupo e preparado para dar o máximo. Não importa se por 40 ou 50 minutos - disse em entrevista à Rádio Globo. 

O atacante fez ainda uma análise da derrota do Flamengo em Santa Catarina: 

- Foi um jogo muito difícil e o que decidiu foi o gol muito cedo. Eles jogaram mais atrás, para contra-ataque. Nada acabou. O importante é que o grupo deu o máximo.

Com 10 pontos, o Flamengo é o último colocado no Brasileirão e dificilmente sairá da zona de rebaixamento na próxima rodada. Mesmo que vença o Sport e os adversários diretos percam, o Rubro-Negro teria que tirar uma desvantagem de 12 gols para o Botafogo, que está em 16º com 13 pontos.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.