| Futebol

Permanência no EUA e torcida pelo Fla de longe: Ibson quer brilhar na MLS

Curtindo as férias em Cabo Frio, meia afirma que está feliz no Minnesota United, se empolga com vaga na Major League Soccer e descarta retorno ao Brasil em 2017

flameng - Permanência no EUA e torcida pelo Fla de longe: Ibson quer brilhar na MLS

Ainda que vivendo há dois anos nos Estados Unidos, Ibson se mantém preso às raízes e continua seguindo a tradição de aproveitar as férias na Região dos Lagos do Rio como fazia nos tempos de Flamengo. Revelado pelo Rubro-Negro, mas seguindo carreira no Minnesota United, o jogador de 33 anos, como de costume, foi figurinha carimbada nas areias do Forte em Cabo Frio no período da virada do ano e não escondeu a satisfação de poder estar "em casa".

Entre uma partida e outra de futevôlei, inclusive, narrou ao GloboEsporte.com a felicidade por matar a saudade das atividades de praia que fazem parte da rotina de um autêntico boleiro carioca. E falou, é claro, dos planos no futebol para a temporada de 2017.

- Meu pai tem uma residência na cidade e sempre vem para cá. Desde que eu me entendo por gente eu venho para cá. É sempre gratificante estar em Cabo Frio. Cabo Frio é a minha segunda casa. Sempre que eu pude, sempre que eu posso estou aqui. E é bom demais chegar em casa, poder rever os amigos. E nada melhor que praia, futevôlei e resenha com os amigos.

Apesar de se mostrar à vontade no Brasil, o jogador não pretende voltar ao país tão cedo. Feliz com o atual momento do Minnesota United, que irá disputar a principal competição dos EUA pela primeira vez, a Major League Soccer (MLS), o meia garante que irá cumprir o contrato e permanecer na América do Norte pelo menos até o fim do ano.

- No momento, não (não quer voltar). Eu tenho mais um ano de contrato. A minha equipe comprou vaga para ir para Major League Soccer (principal competição do país). E está tudo maravilhoso lá, vamos ter uma grande temporada. Estou bem adaptado, a minha esposa também, então, não podia estar melhor que isso. Penso em voltar um dia, mas no momento, não.

Mesmo com a cabeça longe do Brasil quando o assunto é a própria carreira, Ibson não esconde que o coração segue no país. Muito identificado com o Flamengo, o meia revela que acompanha o clube e projeta conquistas para esta temporada após o time bater na trave em 2016.

- Sempre (acompanho). Fico na torcida. Em 2016 o time brigou pelo título, mas acabou não conseguindo. Então, esperamos que em 2017 o time volte a conquistar os títulos tão esperados - disse o meia, que também não escondeu o desejo de encerrar a carreira no clube. Mas não agora.

- Todo mundo sabe o carinho que tenho pelo Flamengo. Eu passei a minha vida inteira lá. Vamos ver o que pode acontecer, né!? - concluiu o meia do Minnesota United.

Ibson iniciou a carreira no futebol profissional em 2003, defendendo o Flamengo. Após duas grandes temporadas pelo clube, foi vendido ao Porto, onde ficou por mais dois anos. Em 2007, Ibson retornou ao Rubro-Negro, onde ficou até 2009. O meia, então, passou por Spartak Moscou, Santos, voltou ao Flamengo, Corinthians, Bologna e Sport, seu último clube no Brasil. Em 2015, foi atuar nos Estados Unidos, no Minnesota United.

Fonte: http://globoesporte.globo.com/rj/serra-lagos-norte/futebol/noticia/2017/01/permanencia-no-eua-e-torcida-pelo-fla-de-longe-ibson-quer-brilhar-na-mls.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.