Phelipe Leal fala sobre título da Generation Adidas Cup e trabalho no Sub-17

Phelipe Leal fala sobre título da Generation Adidas Cup e trabalho no Sub-17

Foto: Divulgação

O último sábado (1) foi de mais uma conquista para as categorias de base rubro-negras. No Toyota Stadium, em Frisco, no Texas (EUA), o Flamengo derrotou o Atlético Paranaense por 1 a 0 na grande decisão da Generation Adidas Cup Sub-17. Já de volta ao Rio de Janeiro e focado no Campeonato Carioca, o técnico Phelipe Leal conversou com o site oficial sobre a taça e o primeiro título pelo Mais Querido.

Depois de bater na trave em 2017, quando enfrentou o River Plate no mesmo palco desta decisão e acabou derrotado, o Rubro-Negro voltou a figurar uma final de Generation Adidas Cup. Com treinador novo e mais vontade ainda, o título inédito foi celebrado por jogadores e comissão técnica no Texas.

"O nível de exigência da competição é muito alto, são as principais equipes do mundo participando. O formato de jogo sendo dia sim, dia não já aumenta a demanda física desses meninos. Conseguimos nos preparar nos últimos dois meses considerando que não teríamos alguns meninos por conta da Seleção. Eles entenderam a importância e o projeto que o clube tem para essa temporada, a relevância do nosso grupo de trabalho independente de estar completo ou não. Conseguimos ser muito sólidos na competição. Os meninos mostraram uma maturidade muito grande para a idade. Conseguir se relacionar e manter o foco em um torneio de 12 dias não é simples. O que eles apresentaram a nível de desempenho foi algo muito significativo, isso aumenta a expectativa para a temporada. Entendo que vamos precisar ter cabeça no lugar e consciência para seguirmos evoluindo", disse Leal.

Este foi o primeiro título de Phelipe Leal em sua breve carreira defendendo as cores rubro-negras. Apresentado no fim do ano passado visando a temporada 2018, o treinador conquistou a primeira taça disputada e falou sobre a satisfação por vencer pelo Flamengo.

"Vencer no Flamengo é diferente. Sou flamenguista e ter a oportunidade de representar um dos maiores clubes do país é uma responsabilidade e um orgulho muito grande. Ter a chance de ir para uma competição desse nível e apresentar o desempenho que nós tivemos é, mais do que a satisfação interna, é a certeza de que peguei um trabalho muito bem consolidado à nível de processo. Categorias anteriores bem desenvolvidas me proporcionaram a possibilidade deles absorverem mais rápido a informação e conseguir chegar em um nível de preparação adequado para um torneio tão grande", comentou o técnico.

Agora focado no Campeonato Carioca Sub-17, o Fla volta suas atenções ao clássico de sábado (07), quando enfrenta o Vasco, às 11h, na Gávea. "Começar a carreira dentro do clube e já ser campeão de um troféu tão importante é motivo de felicidade, mas isso não tira meu foco e meu objetivo de vir aqui e continuar contribuindo com o desenvolvimento desses meninos, projetando eles no profissional", completou Phelipe Leal.

A Generation Adidas Cup
O Flamengo estreou na Generation Adidas Cup conquistando grande resultado diante do Portland Timbers (EUA), vencendo por 5 a 0 na primeira partida da fase de grupos. Os gols foram marcados por Rhyan, duas vezes,  Gomes, Rodrigo Muniz e João Gabriel.

Depois, o Mais Querido derrotou o Independiente Del Valle por 2 a 1, com gols de Rhyan e um olímpico de João Gabriel ainda no primeiro tempo. No último desafio pelo Grupo B, mais uma boa vitória, desta vez contra o Atlanta United por 3 a 1. Rodrigo Muniz fez dois belíssimos gols, incluindo um do meio de campo, e outro foi marcado por Bruno Gabriel.

Na semifinal, o Flamengo reeditou a final de 2017 ao enfrentar o River Plate. Com gol do atacante Rhyan, o Mais Querido vingou a derrota do ano passado, venceu por 1 a 0 e avançou à mais uma decisão. Em Frisco, no Texas, a equipe rubro-negra encarou o Atlético Paranaense em final brasileira e foi campeão invicto graças ao gol de João Gabriel.