| Futebol

Planejar e organizar é preciso!

Alexandre Wrobel

Certamente, as dificuldades do time do Flamengo no atual Campeonato Brasileiro, atrapalharão o planejamento do nosso futebol para o próximo ano. Não temos certeza absoluta em que série estaremos, evidentemente que a reação pós Luxa, nos aponta para continuarmos na elite do Futebol Brasileiro, todavia ainda teremos que pontuar  e chegarmos aos tais 45 pontos de segurança.

Com todas as dificuldades de gestão dos últimos tempos, o rubro-negro nunca deixou de ganhar títulos, e nunca ficamos na "seca" comum a muitos clubes. Contudo nossas conquistas ultimamente são frutos de nosso carisma, nossa camisa e da dependência da força de nossa extraordinária torcida. Tudo aconteceu de forma um pouco empírica, devido a isso, também convivemos com momentos nada condizentes com nossa grandeza e tradição. Evidente que as dificuldades financeiras também criaram obstáculos para qualquer tentativa de planejamento e organização.
Temos toda a consciência dos avanços administrativos, financeiros e patrimoniais que a atual gestão está nos proporcionando. Rogamos que a partir do ano vindouro, esta excelência também chegue ao comando do nosso futebol. A partir de agora, a cargo de Alexandre Wrobel ex Vice de Patrimônio.
Não podemos mais conviver com os altos e baixos das recentes temporadas, o Flamengo não vencerá sempre, não ganhará todos os títulos, mas certamente haverá de chegar o momento, em que nossas campanhas serão mais lineares, sem os fantasmas que hoje nos afligem. 
 
Alexandre Wrobel: Grande esperança, fez trabalho altamente meritório no patrimônio do clube, único remanescente da gestão Patrícia Amorim, onde a ex presidente o queria lançar em seu lugar para a disputa das eleições de 2012.Comandar o futebol é totalmente diferente de administrar o patrimônio, mas pelo que conhecemos da visão do novo Vice de Futebol através de diversas entrevistas, parece que o nomeado conhece do riscado. Sua aceitação ao difícil cargo foi mediante há algumas exigências, como a não interferência de outros quadros do clube em seu trabalho, também foi instinto o Conselho Gestor do Futebol. Torcemos muito para dar certo, poderá ser o começo da redenção do nosso futebol, esperamos por planejamento e organização. O Flamengo e sua Nação estão precisando....

 

Por onde anda??? 
O STJD. Os jogadores do time de laranjópolis foram xingado, ameaçados, agredidos com direito a chutinhos em seus carrões, e os austeros auditores do referido órgão não deram as caras, nenhuma denúncia. Lá no sul com os torcedores do Gaymio, o racismo comeu solto, imitaram macacos, chamaram o goleiro Aranha de macaco também etc... Tudo com direito a filmagens e VTS, porém nada aconteceu. No caso André Santos fizeram um carnaval terrível, sem nenhum registro, nem B.O deu... Lamentável!!!

 

Fla x Vitória: Mais um jogo difícil e na casa do adversário, de técnico novo, o mais do que conhecido Ney Franco, o Vitória atual "lanterna" do campeonato. Querendo sair da CONFUSÃO deles. Depois da derrota indecorosa contra o Coxa pela Copa do Brasil, voltamos a disputa do brasileirão, longe da CONFUSÃO , mas nem tanto, este campeonato é traiçoeiro e um tropeço poderá nos colocar de volta em situação delicada. A receita já é conhecida, muita garra, superação, marcação no meio campo, valorização da posse de bola. Um empate também não seria ruim, pontuar sempre é a nossa prioridade. Teoricamente será um jogo  escamado, para o adversário a partida também terá contornos de decisão...

 

Historinhas Rubro-Negras

Ano de 1951, o Flamengo é convidado para uma excursão a Suécia, o futebol brasileiro apesar da derrota na Copa de 1950 adquiriu grande prestígio na Europa.
No dia 16 de maio fez sua estréia em gramados suecos derrotando o campeão daquele país, o Malmoe por 1x0, gol de Esquerdinha. Já ambientado ao clima europeu, na segunda partida aplicou uma goleada no AIK por 6x1. Em seguida a revanche com o Malmoe e nova vitória por 2x0. Tentando parar o Flamengo, prepararam a seleção do norte a qual também não resistiu ao poderio rubro-negro, vindo mais uma vitória por 2x1  e outros triunfos se sucederam sobre o Elfsborg por 3x0 e o Halmiar por 2x0. Na sétima partida uma inesquecível goleada sobre o poderoso Norrkoping por 6x1. Foram sete exibições de gala e sete vitórias que ficaram gravadas no futebol sueco. Partindo para a Dinamarca, o Stevenet também não resistiu, caindo por 2x0. O Racing Club estava ansioso para quebrar a invencibilidade rubro-negra, pois era na época o mais forte time Frances, porém, teve que curvar-se ao futebol do Flamengo e foi impiedosamente arrasado por 5x1 diante de sua imensa torcida.
Em Portugal estava programada a última partida contra o Belenenses que não teve forças para barrar o brilhante time flamenguista, caindo por 3x0 .
Encerrada a vitoriosa excursão, o Flamengo venceu os dez jogos, marcou 31 gols e sofreu apenas 4. Na ocasião diversos convites foram feitos para a continuidade dos jogos, porém, os compromissos com o calendário brasileiro não permitiram a disputa de mais partidas.
A invejável performance rubro-negra, abriu as portas da Europa para o Futebol Brasileiro, onde diversos clubes  a partir daí passaram a excursionar em massa para os países do velho mundo . O treinador foi o lendário Flávio Costa e o nosso elenco contava com jogadores do nível de Garcia, Biguá, Bria, Dequinha, Rubens, Adãozinho, Índio, Hermes, Newton, Esquerdinha, Gringo entre outros...

SRN


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.