| Futebol

Pontaria afiada: Ney Franco prioriza finalização em trabalho no Ninho

Após chances desperdiçadas no empate com o Santos, rubro-negros fazem treinamento intenso de fundamento visando partida com o Figueirense

Igor Sartori Treino Flamengo (Foto: Thales Soares)Igor Sartori e Gabriel treinaram finalização nesta terça-feira no Ninho (Foto: Thales Soares)

Poucos gols marcados no Brasileirão, e muitas chances perdidas no último jogo. O ataque, definitivamente, tem sido um dos maiores problemas do início de campanha decepcionante do Flamengo no Brasileirão. Com apenas cinco gols marcados em sete partidas, a equipe desperdiçou oportunidades claras no empate por 0 a 0 com o Santos, domingo, em São Paulo. Sendo assim, Ney Franco não teve dúvidas e tirou a terça-feira para afiar a pontaria do elenco em atividade no Ninho do Urubu.

Após rápido treinamento técnico em campo reduzido com a presença dos goleiros, o treinador separou o elenco para um trabalho de fundamentos visando a finalização. Fosse armando jogadas com tabelas diante de apenas um zagueiro, ou simplesmente conduzindo a bola para conclusão ao gol, os rubro-negros passaram cerca de uma hora com apenas um missão no campo 1 do centro de treinamento: balançar as redes.

Na reta final do trabalho de finalização, uma fila foi formada na frente da área e o jogador só podia ir para o vestiário após fazer o gol. O lateral Digão foi o último, após disputa acirrada com André Santos, Mattheus e Gabriel. Além dos lesionados Everton, Hernane, Léo e Alecsandro, boa parte dos titulares foi poupada do treino. Paulinho, que desperdiçou chance clara contra o Santos, por exemplo, fez apenas musculação e foi para casa mais cedo, assim como Samir, Chicão, Cáceres, Amaral e Léo Moura.

Nesta quarta-feira, o Flamengo faz o último treinamento antes da partida com o Figueirense, quinta, no Morumbi, em São Paulo, pela oitava rodada do Brasileirão. Com seis pontos, o Rubro-Negro é o 16º colocado na competição.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.