| Futebol

Por que o Flamengo deve usar mais a base

flameng - Por que o Flamengo deve usar mais a base

Em 2016, o aproveitamento dos jogadores oriundos das categorias de base foi pífio, apesar do título da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Felipe Vizeu e Léo Duarte até conseguiram engatar uma sequência de jogos, mas depois foram esquecidos no limbo do banco de reservas.

Muito se tem difundido que pode-se faturar milhões revelando verdadeiras promessas, apesar da realidade do Flamengo nessa área ser outra. Há muito o rubro-negro não revela ninguém de expressão e é fato que o clube precisa percorrer vários passos até chegar a esse ponto novamente.

Se esmiuçarmos o elenco do Flamengo, veremos que existem certas castas a partir do salário, no primeiro patamar, estão as estrelas do time, Diego e Guerrero, logo após medalhões como Réver, Damião, depois jogadores jovens que tem valor de mercado, como Mancuello, Arão, Cuéllar, Muralha e entre estes e os jogadores da base recém promovidos ao time profissional, temos Chiquinho, Márcio Araújo, Gabriel entre outros, que são os chamados jogadores para compor elenco.

Só que a diferença de salário entre um jogador promovido da base e de um que vem para compor elenco é abissal, as vezes chegando a 5 vezes do salário de um jogador recém promovido, somando décimo terceiro férias e encargos, essa diferença aumenta ainda mais.

Sabendo disso, não é possível que o Flamengo, por exemplo, não teria ninguém da base para fazer a função do Chiquinho em 2016, economizando um bom dinheiro com isso.

A torcida sempre tem expectativa elevada em relação à esses jovens, mas se as categorias de base conseguirem suprir a diretoria de futebol de, pelo menos, não precisar contratar jogadores para compor elenco, isso irá gerar efeitos positivos tanto no curto prazo, como a economia dos recursos econômicos, visto que muito dinheiro foi jogado no ralo com jogadores como Val, Bruninho, Chiquinho, Arthur, Arthur Henrique entre outros ao longo do tempo, sendo que esses recursos podem fazer na diferença na hora de contratar os jogadores que realmente fazem diferença. E também no longo prazo, como valorização das categorias de base perante ao clube e ao mercado, podendo fazer do Flamengo novamente um clube celeiro de jogadores, e um mercado em que outros clubes sempre terão bons olhos na hora de procurar ativos.

Essa é a minha última coluna do ano, deixo meus sinceros desejos de um Feliz 2017! Agradeço a participação de todos que leram, comentaram e participaram, ano que vem tem mais ! Saudações RN.

Por: Wesley Paulo

Não deixem de seguir no Twitter:

@wesleypbc

O programa Resenha TV Coluna do Flamengo publicado em 27/10/2016 faz uma análise aprofundada do que acontece na base do Flamengo, não deixem de conferir:

Fonte: http://colunadoflamengo.com/2016/12/por-que-o-flamengo-deve-usar-mais-base/

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.