| Futebol

Poupado por Ney, Elano garante ter condição física: "Posso jogar, sim"

Meia, ao ser liberado do treino desta segunda, permanece em São Paulo e nega estar insatisfeito com a reserva no Flamengo

Elano treino Flamengo (Foto: Ivo Gonzalez / O Globo)Elano treino Flamengo (Foto: Ivo Gonzalez / O Globo)

Foi Elano sair do vestiário do Morumbi diferente dos demais jogadores, com roupa social em vez do uniforme do Flamengo, para as especulações tomarem conta do pós-jogo com empate diante do Santos. Porém, tudo estava previamente combinado: ao ser liberado do treinamento desta segunda-feira, no Rio, para participar do programa Bem, Amigos!, o meia decidiu permanecer em São Paulo. Por isso, nem entrou no ônibus que levaria a delegação ao aeroporto de Congonhas. Antes de ir para casa, falou do atual momento no Rubro-Negro. Negou insatisfação com a reserva, garantiu ter condições físicas para atuar, mesmo que Ney Franco tenha justificado o banco como preservação para o jogo de quinta-feira contra o Figueirense, e prometeu "muito trabalho" para voltar a ser titular.  

A polêmica começou antes da partida. Ao chegar no Morumbi, Elano foi interpelado por um repórter:  

- Tudo bem, Elano? Vai para o jogo?  

O meia respondeu educadamente e disse que seria reserva. A sinceridade chamou atenção. Houve quem dissesse que o jogador tinha dito “não estar tudo bem”, algo negado pelo próprio.  

- Não disse que não estava tudo bem. Isso é mentira. Quando a fase não é boa surgem umas coisas sem sentido. Não tenho problema com o Ney, é um ótimo treinador. A gente conversa, ele expõe as ideias dele. Claro que fico chateado por não jogar, não quero passar seis meses na reserva. Mas isso de eu estar insatisfeito não existe. Se não estiver feliz, eu peço pra sair. Não é o caso – afirmou o camisa 7.  

Ao curar lesão na coxa direita, a segunda no ano, Elano voltou a atuar na derrota para o São Paulo, a estreia do novo treinador. Ney Franco alegou o pouco ritmo de jogo e a condição física ainda não 100% para deixá-lo no banco além da opção tática. O jogador, porém, entende que tem condições de atuar:  

- Estou recuperado e pronto para jogar, sim. Atuei 60 minutos contra o Bahia e esperava ter continuidade. Ele fez uma opção, eu respeito. Vou trabalhar muito para estar no time na quinta-feira e retomar a titularidade.  

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.