| Futebol

Pratas do Fla: Medicina como prevenção, tratamento e recuperação

Médicos e Fisioterapeutas atuam principalmente para evitar lesões

Departamento ajuda a cuidar da base

Departamento ajuda a cuidar da base

Quando se fala em departamento médico no meio esportivo os atletas logo se preocupam. Porém o pensamento da medicina esportiva é amplo e não tem apenas a reabilitação como objetivo. Com segmentos teóricos e práticos, os médicos do esporte trabalharam para investigar a influência do exercício na fisiologia do corpo, durante a prática do futebol com o objetivo de prevenir e tratar para evitar lesões.

As categorias de formação de jogadores possuem características próprias. Muitos atletas de diversos estados do Brasil, com características e maturações diferentes desafiam o trabalho médico. Alem de orientações médicas, a equipe do Departamento Médico do Flamengo atua com a formação do cidadão.

Seja sócio-torcedor e ajude a formar mais atletas de base.

A atuação médica é feita com avaliações e monitoramentos diários para prevenir lesões, quando diagnosticadas são encaminhadas para reabilitação ou para passar pelo processo pré-operatório. Além do acompanhamento diário no Centro de Treinamento George Helal, os médicos disponibilizam seus números telefônicos para emergências e trabalham em escala de atuação onde também acompanham os jogos dentro e fora do Rio de Janeiro.

"O Departamento Médico atua no tratamento, prevenção e auxilio na performance e além disso temos uma função educacional. Temos que tratar esses atletas com zelo e cuidado, pois a maioria dos atletas que estão aqui, monitoramos por uma vida inteira. É importante vermos a formação como um todo, não só como jogador, mas também como ser humano." Afirma o Dr. João Marcelo.

Equipe
O grupo médico é composto por seis profissionais com diversas especialidades. Todos, além de sua especialização, ainda têm no currículo a medicina esportiva. Quatro fisioterapeutas completam a equipe. Dr. Serafim Borges e Dr. Luiz Claudio Baldi, cardiologistas e médicos do esporte, atuam pelo profissional e prestam suporte a base no estudo clínico. Ambos  com passagem pela Seleção Brasileira, Dr. Serafim fez parte do grupo que foi Campeão Mundial em 2002. Também com passagem pela Seleção Brasileira, Dr. João Marcelo Amorim, ortopedista e o radiologista Dr. Bruno Pinheiro, também possuem dupla especialização com a Medicina Esportiva. O grupo é integrado ainda pelos ortopedistas César Esteves e Leandro Guimarães.

imageA fisioterapia é realizada por José Batista de Moraes, coordenador do grupo, e Eduardo Calçada, ambos com passagem pela Seleção Brasileira além de André Luis Bezerra e Rafael Calabria Junior. Fernando Nascimento de Freitas, Rafael de Souza Vieira Graciano e Gabriel Machado são os estagiários da Fisioterapia.

Setor de grande importância no Departamento Médico, a fisioterapia atua com a prevenção de lesão  e recuperação dos atletas. Com medidas de prevenção, recuperação de lesão, ações pré cirúrgica e pós-operatório a fisioterapia.

Na prevenção de lesão, os fisioterapeutas utilizam o método de propriocepção (capacidade de reconhecer a localização espacial do corpo) e "Core Training", que é o fortalecimento muscular realizado através de contrações musculares com diversos movimentos estáticos e dinâmicos que trabalham toda musculatura do corpo, em conjunto com a Preparação Física.

Processo para recuperação
Antes de chegar até a fisioterapia, os atletas são avaliados pelos médicos e então com um diagnostico estabelecido, os fisioterapeutas iniciam o trabalho. Diagnosticada a lesão, os fisioterapeutas elaboram o protocolo de tratamento que será seguido até a sua pronta recuperação.

Quando o atleta é diagnosticado com indicação cirúrgica é realizado atividades pré cirúrgica e pós operatória. No primeiro, os fisioterapeutas fazem analgesia, para tirar a dor e reduzir o edema com crioterapia (gelo), eletroterapia e ultrassom terapêutico. Em seguida um fortalecimento para hipertrofia muscular com um forte trabalho de musculação para deixar o atleta preparado para cirurgia.

No pós-operatório, os atletas retornam com grande edema, hematomas e dor que precisam ser controlados, com isso, trabalho é reiniciado, desta vez sem a ultrassonografia. Desta vez é iniciado com crioterapia (gelo) e eletroterapia seguindo por mobilização, flexo-extensão de joelho, ganho de arco de movimento (ADM) e articulação de joelho, pois o atleta ainda está bem clinicamente, porem sem condição da prática esportiva.

Quando são torções ou lesões leves os fisioterapeutas realizam analgesia e quando a dor reduz, realizam no fortalecimento da região e propriocepção em sala de fisioterapia com equipamentos e no campo com trote salto, giro, circuito sem bola e com bola.

"Quando o atleta está entregue ao Departamento de Fisioterapia, ele não trata apenas o membro lesionado e sim o corpo como um todo, trabalha todos os seguimentos sem interferir no membro em tratamento. A fisioterapia trata, fortalece, realiza o trabalho proprioceptivo, dá início ao trabalho no campo, como trote, circuito com mudanças de direção, aceleração, desaceleração com e sem bola, para uma possível liberação à fisiologia." Explica Batista, coordenador da fisioterapia.

Quando um atleta fica mais de uma semana em tratamento na fisioterapia, é encaminhado para fisiologia onde realiza musculação, resistência e trabalho em campo monitorado até migrar para preparação física antes de entrar em campo para treinos com o grupo.

O Departamento Médico da Base do Flamengo atua diretamente com a Fisiologia na recuperação, com a Nutrição no balanceamento alimentar, com a Psicologia caso algum déficit seja observado e com a preparação física na transição dos atletas do departamento médico para o campo. Toda parte administrativa de realização de exames, marcação de cirurgias e organização de laudos é realizada pela Sônia de Jesus.

Leia as matérias anteriores da série:
Pratas do Fla: Conheça o Centro de Inteligência e Mercado do Futebol

Pratas do Fla: como é aplicada a cidadania na base rubro-negra

Pratas do Fla: Psicologia esportiva levada como treinamento mental
 
Pratas do Fla: Alimentação a favor do esporte

Pratas do Fla: Fisiologia como suporte na preparação física

Pratas do Fla: Pedagogia na disciplina fora de campo

Pratas da Casa: Saiba como funcionam as categorias de base do Flamengo

Fonte: http://www.flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/22585/pratas-do-fla-medicina-como-prevencao-tratamento-e-recuperacao-

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.