Prazer, Jorge Gomes...

Prazer, Jorge Gomes...

E aí, Bem Vestida, Valorosa, Insubstituível e Inimitável Nação?! Boa tarde...

Pra quem ainda não me conhece daqui do FlamengoRJ, vamos a uma apresentação básica:

Meu nome, Jorge Luiz, mas os membros da minha família, apesar dos 53 anos e de 1,83m, ainda insistem em me chamar de Luizinho. Porém esse diminutivo não é exclusividade deles, já que também sou o Jorginho como decidiu me chamar um grupo de amigas (nem me lembro mais o motivo) de onde surgiu minha esposa, tricolor (nem tudo pode ser perfeito) e que assim me chama até hoje. No geral sou o Jorge Luiz Gomes, ou Jorge Gomes como coloquei no meu login do site. Aqui alguns me chamam de JORJÃO como passou a me tratar o Perez, a quem eu carinhosamente chamo de PRESIDENTE, que foi quem me convocou para ser um dos colunistas.

Galera, eu não tenho a data exata de quando comecei a participar do FlamengoRJ. Lá se vão mais de 10 anos. Cheguei ao site via Google, achei interessante, observei durante um tempo, então me cadastrei e me tornei assíduo, coisa que não andava sendo recentemente, mas já comecei a mudar isso.

Como parâmetro do tempo, tenho guardados e-mails de resposta a uma mensagem postada como incentivo aos jogadores num momento em que o apoio da Nação era necessário e indispensável. O ano foi 2007 e os dois jogos citados na nela eram Flamengo X Botafogo, final do Carioca e Flamengo X Defensor, pelas oitavas da Libertadores. Então posso dizer que a mensagem teve um “quase efeito”, pois faltou um golzinho só pra que tudo desse certo.

Tenho um orgulho do bem dessa mensagem, pois a Marilene Dabus – então Assessora de Imprensa do Flamengo e freqüentadora assídua do FlaRJ – a levou para os jogadores lerem. E como ela ficou bem pessoal, é uma forma de apresentação do meu JEITO RUBRO-NEGRO DE SER, por isso vou reproduzi-la abaixo. Como curiosidade para quiser saber ou relembrar sobre esse ano marcante na História Rubro-Negra, mas que nos padrões atuais de exigência e cobranças seria considerado “pífio”, deixo um link do site oficial sobre ele, vale a pena a leitura: http://www.flamengo.com.br/site/conteudo/detalhe_hotsite/1125

Saudações Rubro-Negras!

(PS: chute pra hoje Mengão 4X0 – guardem esse placar. kkkk)

 

________________________________________________________________________________________________

 

Somos Rubro-Negros, Não Desistimos NUNCA!

Engraçado, eu fiquei refletindo em como iniciar esta mensagem e percebi como a nossa posição é complicada em relação aos jogadores.

Pensei em utilizar a expressão “Caríssimos”, mas achei formal demais, distante demais. “Pô, eu chamo os caras pelo primeiro nome, ou mesmo pelo apelido, conheço o rosto de cada um. De alguns conheço até a família, esposa, filhos, não, não posso usar esta expressão.”

Então pensei em “Meus Amigos”, mas aí ficou muito íntimo. “Caramba, o mais perto que eu já estive deles foi a distância entre o fosso e o gramado do Maraca, longe demais pra se ter tanta intimidade, também não devo usar essa.”

Foi neste momento que eu me perguntei: “Se não são nem tão íntimos, nem tão distantes, por que eu estou aqui quebrando a cabeça e tentando escrever uma mensagem para esses caras?” Resposta simples: Porque no momento em que entram em campo vestidos com o que a Nação Rubro-Negra, sabiamente, convencionou chamar de Manto Sagrado, não importa a distância, a formalidade, a intimidade, a hora e o local. Eles deixam de ser quem são, deixam de ser o que são, passam a ser... FLAMENGO!

E o que é... FLAMENGO? FLAMENGO... é o nosso Mengão, nossa comemoração, nossa felicidade, nosso grito de gol, nossa paixão, nossa raça, nosso amor, nossa vida, nossa vibração. FLAMENGO... somos nós, os 40 milhões, a Nação!

É... “Meus Caríssimos Amigos”, nesta nossa relação TORCEDOR/JOGADOR vocês são para nós, torcedores comuns, inatingíveis e intocáveis. Mas também são como amigos íntimos que podemos criticar e abraçar livremente. Isto faz com que nossos sentimentos sejam, também, muito complexos. Num momento os amamos desvairadamente, num outro os odiamos loucamente e mais a frente volta o amor.

Dentro deste caldeirão de emoções, que só mesmo o FLAMENGO pode proporcionar, a única coisa que nós podemos/devemos pedir a vocês é... RECIPROCIDADE. Amem-nos e odeiem-nos na mesma proporção, mas sejam levados pela mesma emoção que nos move, pela mesma paixão que nos une.

Sejam, não apenas nos dois próximos (IMPORTANTÍSSIMOS) jogos, mas a cada dia, a cada treino, a cada jogo os nossos representantes no gramado, sejam cada um dos 40 milhões, sejam a Nação, sejam nossa vibração, nossa vida, nosso amor, nossa raça, nossa paixão, nosso grito de gol, nossa felicidade, nossa comemoração, nosso Mengão.

Sejam... FLAMENGO!!!

Mudança no sistema de comentários
Não é mais necessário fazer login no site Flamengo RJ para comentar. Agora você precisa entrar no sistema de comentário abaixo com uma das opções de login disponível.