• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Presidente da CBF prega paciência para retorno da torcida aos estádios

Por conta dos impactos da pandemia do novo coronavírus, o Campeonato Brasileiro estreou somente no último final de semana. Além do atraso de três meses, o Brasileirão está muito diferente do que o torcedor está acostumado. Apesar do retorno, a competição está repleta de medidas de segurança contra Covid-19 e, a principal delas, é a ausência de público nos estádios.

Em recente entrevista ao Estadão, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Rogério Caboclo, revela grande expectativa no Brasileirão, e ressalta a preocupação com o estado de saúde de todos os envolvidos na realização do campeonato.

– A medida mais importante é mesmo a manutenção das competições. Isso significa manter contratos de patrocínio e de direitos de transmissão, além de manter os torcedores conectados com a equipe.

Além disso, Caboclo também fez questão de ressaltar as diferenças no Brasileirão desta temporada. Vale destacar que o calendário do futebol brasileiro invadiu os primeiros meses de 2021.

– Teremos muitas diferenças, claro. A principal será a ausência da torcida nos estádios, algo que nenhum apaixonado pelo futebol gosta, mas que faz parte das condições necessárias para retomar as competições com segurança. Teremos um protocolo muito rígido de testes e controle de casos de contágio. Mas também teremos muito do que faz o Brasileirão ser um dos campeonatos mais sensacionais do mundo: alto nível técnico em campo, disputa por todas as posições da tabela, e a vibração da torcida, mesmo em casa.

Por fim, o dirigente da CBF reconheceu que os jogos com portões fechados são um desafio para os clubes, porém, Caboclo prefere não cravar uma data para o retorno da torcida aos estádios, mas acredita que será possível nesse Brasileirão: “Espero que sim, mas isso depende da involução da pandemia e do posicionamento das autoridades de saúde.”

Publicado em colunadofla.com.