• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Presidente do Atlético-MG recua e desiste de pedir exclusão do Flamengo do Brasileirão

Um surto de Covid-19 atingiu a delegação de futebol do Flamengo na semana passada. Com isso, o Rubro-Negro viveu dias conturbados. No Campeonato Brasileiro, o clube chegou a pedir o adiamento de partida contra o Palmeiras e, parcialmente, teve seu pedido atendido – no fim das contas, o jogo aconteceu, mas a polêmica já havia sido gerada. A atitude do Fla gerou uma grande repercussão entre os dirigentes de outros clubes da Série A, entre eles: Sérgio Sette Câmara.

O presidente do Atlético Mineiro, na última segunda (28), ameaçou acionar a Justiça Desportiva para solicitar a exclusão do Flamengo do Brasileirão, alegando que o clube carioca poderia ser rebaixado. No entanto, nesta quinta (01), em entrevista à Rádio 98 FM, Sérgio Sette Câmera mudou de ideia e desistiu do pedido.

– Como o jogo aconteceu, nós entendemos que cabe apenas à procuradoria do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) analisar a situação e, se entender que é o caso, tomar as providências. Nós não vamos tomar nenhuma iniciativa.

De acordo com o dirigente do clube mineiro, o Flamengo não poderia fazer uso da Justiça Comum para se ‘beneficiar’, visto que é vedado pelo regulamento. Na época, a alegação de Sérgio Sette Câmara era de que o Rubro-Negro tentou adiar a partida por meio da ação judicial que foi aberta pelo Sindeclubes (Sindicato dos Empregados em Clubes do Estado do Rio de Janeiro).

Publicado em colunadofla.com.