Presidente do CODE recebe contrato com Maracanã; votação acontece ainda em maio

Presidente do CODE recebe contrato com Maracanã; votação acontece ainda em maio

Rodrigo Dunshee, presidente do Conselho Deliberativo do Flamengo – CODE -, recebeu nesta quinta-feira (10) o documento de contrato de quatro anos com a empresa que gere o Maracanã. O documento será apreciado por comissões de marketing, finanças e jurídica, até a votação, prevista para o dia 22 de maio. O acordo passa a valer assim que for aprovado.

Assinado na última quarta-feira (09), ficou estabelecido no acordo um número mínimo de partidas por ano (não divulgado). Por conta disso, o clube consegue negociar por partida disputada, além de permitir ganhos das propagandas de ingressos e no sócio-torcedor.

Para serem aprovados, os valores do contrato precisam ser vistos vantajosos pelos conselhos do clube. Vale ressaltar que, no fim do ano, Flamengo terá eleição. No início de 2018 o Mais Querido iniciou conversas com o Botafogo pelo Engenhão, chegando, inclusive, a mandar alguns jogos. Apesar disso, nada foi concretizado.

Ainda sobre a concessão do estádio, de acordo com a ESPN, o Flamengo se aproxima de parceiro comercial para selar acordo de publicidade. A empresa teria direitos exclusivos em relação ao marketing no templo do futebol carioca, que seriam aplicados em “publicidade nas áreas não exploradas pela TV, como corredores, telão e nos túneis que levam o público até as arquibancadas”, segundo a matéria original.

SITUAÇÃO DA ILHA DO URUBU
O Rubro-Negro não pode jogar na Ilha do Urubu devido aos estragos causados por uma forte chuva no dia 14 de fevereiro. O temporal derrubou dois postes de iluminação no estádio e abriu buracos entre dois setores. A expectativa é que o local esteja liberado para jogos a partir da segunda quinzena de junho.  Em 14 de abril, o clube esclareceu que entrou na justiça pelos prejuízos causados no estádio e deu a previsão de 60 dias para solucionar os problemas com as torres.