| Futebol

Presidente do Fla confia em palavra de príncipe no caso Hernane

Departamento jurídico do clube esgota mais um prazo de espera nesta sexta-feira, mas segue sem enviar qualquer questionamento à Fifa

Hernane camisa Al Nassr (Foto: Reprodução/Twitter)Caso Hernane ainda é dor de cabeça (Foto: Reprodução/Twitter)

A novela sobre o caso Hernane continua. O departamento jurídico do Flamengo esgotou mais um prazo de espera nesta sexta-feira pelo pagamento de R$ 6 milhões pela primeira parcela da negociação do atacante com o Al Nassr, da Arábia Saudita. O atraso chega a 27 dias.

O presidente Eduardo Bandeira de Mello mantém a confiança de que o clube vai conseguir receber o valor. O Flamengo vem mantendo contato direto com dirigentes do Al Nassr e há uma promessa do próprio príncipe de que o pagamento será feito.

- O príncipe Faisal Bin Al-Saud mantém a posição de que vai pagar. Neste caso, por enquanto, continuamos confiantes - afirmou Bandeira.

O Al Nassr já esgotou uma série de prazos. Havia a expectativa de que o clube receberia uma verba pelos direitos de transmissão do campeonato local para efetuar o pagamento, mas não aconteceu.

Hernane, inclusive, já fez a sua estreia com a camisa do Al Nassr, entrando no segundo tempo da vitória por 1 a 0 sobre o Al Khaleej, no dia 30 de agosto. O jogador foi negociado por R$ 14 milhões, dos quais o Flamengo tem direito a 50%.

O Flamengo vive dificuldades para manter os salários em dia. Seis jogadores estão com cinco meses de direitos de imagem em atraso e o clube ainda não pagou premiações referentes às sequências de resultados positivos no Campeonato Brasileiro.


Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.