"Isso aí são as ameaças que eles sempre fazem. As datas das competições não conflitam. A Primeira Liga é uma competição de caráter amistoso", alegou o mandatário.

A Ferj, por sua vez, negou que a possível multa seja uma ameaça ao Flamengo e disse, por meio de sua assessoria, que a medida faz parte das regras do campeonato e é "de cumprimento comum a todos os filiados". O Rubro-Negro é o único clube entre os quatro grandes cariocas que ainda não entrou em acordo com nenhuma emissora de televisão.

"A bola está com eles (Globo). A questão da publicidade (em relação à Ferj) está sendo discutida na Justiça, mas as nossas exigências de transparência e de que o dinheiro não passe pela Federação continuam. Além disso, tem a questão financeira. Se não chegarmos num acordo, nossos jogos não vão ser transmitidos", afirmou Bandeira de Mello.