| Futebol

Presidente do Fla dispara contra juiz: "Foi um roubo que o Brasil inteiro viu"

Bandeira de Mello se revolta com arbitragem de André Luiz de Freitas Castro, reclama da expulsão de Márcio Araújo e vê paulistas favorecidos no Brasileiro

Eduardo Bandeira de Mello, presidente do Flamengo, deixou a Arena Palmeiras revoltado com a arbitragem do empate por 1 a 1 com o Palmeiras, na noite desta quarta-feira. Para ele, o time carioca foi muito prejudicado pelo árbitro André Luiz de Freitas Castro (GO), principalmente no lance da expulsão de Márcio Araújo. (Veja o lance no vídeo abaixo)



O Flamengo ficou com um a menos na partida aos 39 minutos do primeiro tempo, quando o volante, que já tinha recebido o amarelo no começo do jogo, foi advertido com o vermelho ao cometer falta em Gabriel.

- Futebol é para ser jogado por 11 contra 11. Não havia nenhum motivo para o Márcio Araújo ser expulso. Havia pressão do banco do Palmeiras desde o começo do jogo. Imediatamente após a expulsão, o Flamengo quase toma um gol num lance em que a bola não saiu da área após o tiro de meta, em que o Gabriel Jesus fez falta - reclamou o presidente rubro-negro.

Para ele, há favorecimento aos times de São Paulo na competição. Com 47 pontos, o Flamengo é o vice-líder do Brasileiro, um ponto atrás do Palmeiras, que lidera.

- Vou reclamar, reclamo sempre, não adianta nada. O Flamengo foi prejudicado contra todos os times paulistas. Se houvesse um sexto time paulista, o Flamengo seria prejudicado. Foi um roubo que o Brasil inteiro viu - prosseguiu Bandeira de Mello.

Fonte: http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2016/09/presidente-do-fla-dispara-contra-juiz-foi-um-roubo-que-o-brasil-inteiro-viu.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.