Após a derrota para o Palmeiras, um revés que aconteceu de forma assustadoramente natural, até mesmo o presidente Eduardo Bandeira de Mello, normalmente bastante comedido em suas críticas, subiu um pouco o tom. Embora tenha evitado externar assuntos de caráter interno, o mandatário concordou que o rendimento vem sendo insatisfatório e não descartou mudanças para o ano que vem:

– A gente sempre tem que ter a expectativa maior possível e nunca podemos ficar satisfeitos com nada. Se o Flamengo tivesse ganho a Libertadores, eu não ia estar satisfeito porque eu ia querer ser campeão do mundo. Então quem é Flamengo não pode ficar avaliando o que foi feito, se é satisfatório... nunca é satisfatório. Tem que sempre mirar o objetivo mais alto possível – disse Bandeira, em entrevista ao ​globoesporte.com. 

– Não falo sobre coisas que são discutidas internamente. O que posso dizer é que a torcida pode ficar absolutamente tranquila em relação ao nosso esforço, à nossa determinação em fazer o melhor possível. Em terminar o ano da melhor maneira possível. Dependendo da maneira que a gente terminar o ano isso vai se refletir também no ano que vem – completou. 

​​