| Futebol

Presidente do Flamengo critica árbitro por agressão a Eduardo da Silva

Presidente do Flamengo citou Neymar ao falar da jogada em que o atacante rubro-negro levou uma pancada nas costas do zagueiro Luccas Claro, do Coritiba

 

A derrota amarga para o Coritiba, nesta quarta-feira, por 3 a 0 , no Couto Pereira, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, já seria motivo suficiente para incomodar o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello. Entretanto, um lance, em especial, irritou o mandatário. Eduardo da Silva, atacante rubro-negro, recebeu uma joelhada pelas costas de Luccas Claro, aos 17 minutos do segundo tempo e, a partir daí, mancou até o término da partida. O Flamengo já tinha feito suas três substituições e, àquela altura, perdia por 1 a 0.

Em entrevista à Rádio Globo minutos depois do jogo, o presidente do Flamengo criticou a atuação do árbitro Marcelo Aparecido de Souza, que sequer assinalou a falta.

 

- Um juiz desse, que deixa nosso jogador ser agredido covardemente e não faz nada... Quando é o Neymar vira notícia no mundo inteiro. Aqui não fizeram nada - declarou Bandeira de Mello.

A citação a Neymar ocorreu devido ao lance que abreviou a participação do atacante da seleção brasileira na Copa do Mundo após joelhada do colombiano Zuñiga.

Flamengo e Coritiba vão se enfrentar novamente no jogo de volta. O confronto está marcado para acontecer na próxima quarta-feira, no Maracanã. O Rubro-Negro precisa vencer por quatro gols de diferença para se classificar para as quartas de final. Caso o clube carioca devolva os 3 a 0, a vaga para a próxima fase será decidida nos pênaltis.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.