| Futebol

Presidente do Flamengo é cobrado por torcedor e diz: "Time não vai cair"

Clube está na penúltima colocação do Brasileiro, com apenas sete pontos

Diante do mau momento vivido pelo Flamengo no Campeonato Brasileiro - o time está na penúltima colocação, com apenas sete pontos conquistados nas nove primeiras rodadas -, as críticas e as cobranças sobre a atual diretoria são cada vez mais frequentes, mesmo neste período em que o calendário do futebol brasileiro está parado por conta da disputa da Copa do Mundo. Na manhã desta quarta-feira (18), o presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello, se encontrou com um amigo para tomar café, num hotel da Zona Oeste do Rio de Janeiro, que por coincidência serve de concentração para a seleção chilena, que às 16h, enfrenta a Espanha, no Maracanã, pela segunda rodada do Grupo B do Mundial.

No encontro, segundo o dirigente, não foi tratado nenhum assunto referente ao futebol. Mesmo assim, Bandeira de Mello foi cobrado por um torcedor que passava pelo local para não deixar o time cair para a Série B do Campeonato Brasileiro em 2015. A resposta do presidente foi imediata.

- Que cair o que! O Flamengo não vai cair!

eduardo bandeira de mello presidente do flamengo no hotel do chile (Foto: Thales Soares)Bandeira de Mello foi cobrado por torcedor na frente do hotel onde o Chile está concentrado (Foto: Thales Soares)




A insatisfação dos torcedores é ainda maior, pois até o momento nenhum reforço foi contratado para a sequência da temporada. Após duas semanas de férias, o elenco do Flamengo se reapresentou na última segunda-feira (16) e seguiu para Atibaia, no interior de São Paulo, onde fica até o dia 23 realizando treinamentos físicos e táticos. O próximo jogo oficial do Flamengo acontece no dia 16 de junho, exatamente 30 dias depois de voltar aos trabalhos. O compromisso é pela décima rodada do Campeonato Brasileiro contra o Atlético-PR, ainda sem local definido para o confronto.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.