| Futebol

Presidente do Flamengo rebate reportagem de TV e nega interferência externa no árbitro

Eduardo Bandeira de Mello diz que auxiliar foi quem asisnalou impedimento e manteve decisão

O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, rebateu a reportagem do programa da TV Globo "Esporte Espetacular"que mostrou, neste domingo, a partir de leitura labial, que o inspetor de arbitragem do clássico com o Fluminense alertou o árbitro Sandro Meira Ricci sobre impedimento no segundo gol tricolor. O gol foi anulado, e o rubro-negro venceu o jogo de quinta-feira passada, em Volta Redonda, por 2 a 1.

Em entrevista em Porto Alegre, uma hora antes da partida contra o Internacional, Bandeira voltou a negar que tenha havido irregularidade na decisão do árbitro de anular o gol do zagueiro tricolor Henrique. Embora tenha dito que não assistiu à reportagem do "Esporte Espetacular", o dirigente comentou para a reportagem da ESPN que não há fatos novos no caso.

- Não muda nada - afirmou Bandeira de Mello. - A manifestação externa existe em todos os jogos, o que precisaria ficar provado, para quem quer melar o resultado de uma partida vencida limpamente pelo Flamengo, foi se isso motivou a decisão do árbitro. E está claro que não. O bandeirinha marcou o impedimento antes e manteve sua decisão até o final - argumentou o presidente do Flamengo.

Perguntado se o fato de o inspetor ter dito que havia impedimento não teria contribuído para a decisão final de Ricci, Bandeira indagou se o inspetor Sérgio Santos tinha admitido a interferência. Caso contrário, na opinião do dirigente rubro-negro, não há como sustentar que houve a tal interferência. Em entrevista ao site Globoesporte.com, Santos negou que tenha alertado Ricci sobre o impedimento de Henrique.

- Não existe autoridade maior do que o árbitro dentro do futebol. Ele (Sérgio Santos, o inspetor) manifestadamente declarou que interferiu na decisão do Sandro (Meira Ricci, o árbitro)? se falou isso, é outra conversa. Mas o que está claro é que o bandeirinha sustentou até o final que houve impedimento - afirmou Bandeira de Mello.

O presidente emendou:

- Muita gente gostaria de interromper a trajetória do Flamengo e melar um resultado legal, mas não vai ser desta vez, não. O Flamengo não teme nada porque não deve nada. O Flamengo entrou para jogar futebol, jogou futebol e ganhou o jogo. Devem buscar algo mais consistente para melar o jogo.

LEIA TAMBÉM:

Na súmula, árbitro diz que 'não houve nada de anormal' no Fla-Flu

Flu critica arbitragem mas não confirma ação no STJD

Presidente do Fluminense fala em anular clássico com Flamengo

Fla vence o Flu em clássico com polêmica de arbitragem

A reportagem exibida neste domingo no programa "Esporte Espetacular", da TV Globo, convocou um especialista em leitura labial para mostrar o que os jogadores e membros da arbitragem disseram durante os 13 minutos em que o jogo ficou paralisado. As imagens revelam que vários jogadores alertaram o árbitro Sandro Meira Ricci de que a TV já tinha mostrado que o gol do zagueiro tricolor Henrique tinha sido irregular. Antes de se decidir sobre o que fazer, Ricci foi alertado também pelo inspetor de arbitragem da partida, Sérgio Santos.

- A TV sabe. A TV sabe que não foi gol - disse Santos a Ricci, segundo mostrou o "Esporte Espetacular".

Fonte: http://oglobo.globo.com/esportes/presidente-do-flamengo-rebate-reportagem-de-tv-nega-interferencia-externa-no-arbitro-20298699

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.