A agenda já estava previamente marcada, tanto que a CBF deixou pronta uma camisa da seleção - modelo azul - para entregar ao presidente do Internacional, Alessandro Barcellos. Mas a coincidência com o enredo do jogo do Flamengo trouxe mais assuntos à visita dos dirigentes gaúchos à sede da entidade, nesta segunda-feira.

O presidente do Inter chegou à CBF na hora do almoço. Barcellos estava acompanhado do presidente da Federação Gaúcha, Luciano Hocsman. E quem também apareceu mais tarde foi Rodolfo Landim, presidente do Flamengo.

A arbitragem, como prometido na véspera pelo vice de futebol do Inter, João Patrício Hermann, entrou na pauta. A diretoria colorada, não é segredo, não concordou com a expulsão do lateral-direito Rodinei, aos quatro minutos do segundo tempo. O jogo estava empatado e, com um a mais, o Flamengo virou, assumindo a liderança.

Houve espaço para conversas com o presidente da CBF, Rogério Caboclo, e Leonardo Gaciba, o gaúcho que comanda a comissão de arbitragem. O lance que gerou reclamação foi revisto pelo dirigente do Inter.

Os colorados entendem que a entrada de Rodinei e Filipe Luís foi completamente acidental, como interpretou inicialmente o árbitro Raphael Claus. Só que o chamado do VAR trouxe um novo olhar para a jogada, que culminouna expulsão. Na súmula, Claus citou "jogo brusco grave" cometido pelo lateral colorado. Durante a tarde, a CBF divulgou os árbitros para a rodada final do Brasileirão.

A visita do Internacional à CBF estava programada porque tem sido praxe dos dirigentes de clubes de fora do Rio aproveitarem os jogos na cidade para reuniões com Rogério Caboclo.

Nesta segunda-feira, quem também apareceu por lá foi o presidente do São Paulo, Julio Casares - o tricolor enfrenta o rebaixado Botafogo. Em um momento, os dirigentes de Flamengo, Inter e São Paulo estiveram juntos na sala da presidência da CBF, que fica no terceiro andar.

O tom do papo foi bem mais amistoso do que o clima das arquibancadas e camarote do Maracanã. Depois do jogo, Landim foi chamado de mentiroso pelo vice de futebol do Inter por causa do local destinado aos dirigentes visitantes.

Após os compromissos políticos, Flamengo e Internacional se voltam para a rodada derradeira no Brasileirão. No Morumbi, o rubro-negro enfrenta o São Paulo. Se vencer, é campeão. No Beira-Rio, o colorado recebe o Corinthians. O Inter precisa ganhar e torcer por um tropeço do Fla para ficar com o título.