Procuradoria do STJD recorre por pena mais severa ao Fla por confusão na final da Copa do Brasil

A Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva entrou com recurso contra a pena aplicada ao Flamengo em razão das confusões no Maracanã na primeira partida da final da Copa do Brasil. Baseado no artigo 213, o clube teve apenas que pagar multa de R$ 40 mil depois de julgamento no dia 18 de setembro.

Na próxima quinta-feira, haverá sessão no Pleno do STJD, mas o processo envolvendo o Flamengo não estará na pauta. Na ocasião, de acordo com o tribunal, será marcado novo julgamento e o caso pode ser pautado.

O Flamengo, através do advogado Michel Assef Filho, vai recorrer pela não aplicação da multa até a próxima quarta-feira.

No julgamento, o clube alegou que não era responsável pela segurança no Maracanã e que havia menos policiais que o esperado. O estádio foi palco de invasão por parte de torcedores e na parte interna, entre setores, também houve vandalismo.

No julgamento, o auditor relator do caso, Rafael Feitosa, votou pela multa de R$40 mil, e foi acompanhado por outros dois auditores. Houve apenas um voto contra a multa e pela absolvição.