"O Everton faz o que esperamos. Ele é cerebral, consegue jogar de forma versátil, pelo lado, centralizado, e faz o segundo atacante. É muito inteligente. Quando entrar na forma máxima, vai ajudar bastante", disse o treinador, em entrevista ao site ​UOL Esporte.

A tendência é crescer. Segundo Éverton Ribeiro, ele ainda está em processo de readaptação ao futebol brasileiro e também aos companheiros de Flamengo. O jogador falou sobre o assunto e citou um exemplo em um lance com Guerrero.

"Ainda sinto um pouco a questão do entrosamento. Comentei isso com o Guerrero. Teve um lance em que ele virou de costas e dei a bola. Falamos depois e vi como prefere. Isso é com a sequência de jogos. O acerto precisa acontecer lá na frente para que os gols saiam. Vamos treinando e acertando nos jogos", afirmou Éverton Ribeiro.

O Flamengo volta a campo nesta quarta-feira, quando enfrenta o Santos na Vila Belmiro às 21h45, pelo jogo de volta das quartas-de-finais da Copa do Brasil. O Rubro-Negro venceu a partida de ida por 2 a 0.

​​