Projeto de time adulto no vôlei do Flamengo é incentivo a mais para categorias de base

Projeto de time adulto no vôlei do Flamengo é incentivo a mais para categorias de base
O Flamengo anunciou recentemente a criação de uma equipe adulta de vôlei feminino em 2018. O objetivo é a disputa da Superliga B, porta de entrada para a Superliga, maior campeonato da modalidade no Brasil. O torneio só será realizado no final do ano, mas a notícia já mexeu com o ânimo das atletas mais jovens. Jogadoras do time Juvenil, a última categoria da base, receberam uma dose extra de entusiasmo para os treinamentos e se esforçam ainda mais em busca de uma chance de atuar na elite do voleibol brasileiro. 

Para a levantadora Laura Canedo, atleta do Mais Querido desde 2017, o caminho é a dedicação.

"Vou sempre dar o meu máximo em cada treino. Sem dúvidas, essa é uma oportunidade que não posso deixar escapar", afirmou a jogadora. "Essa notícia com certeza foi um fator motivacional para querer aprender, evoluir e me dedicar mais ao esporte que eu amo. Acho que esse é um projeto incrível que dará chance às meninas da base terem pela primeira vez o contato com um campeonato adulto". 

Enquanto a Superliga B não começa, as atletas focam nos compromissos da categoria. A equipe Juvenil faz sua estreia em competições em 2018 no sábado, dia 10 de março, no Torneio Início. O campeonato será disputado no ginásio do Fluminense, em Laranjeiras, a partir das 13h.

As equipes de vôlei do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – Estácio, AmBev, Rede D’or, IRB Brasil RE, CSN, Brasil Plural, EY – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR) e Lei de Incentivo Estadual/Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude (Seelje) do Rio de Janeiro, além de apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé.