"Temos que ter na cabeça que alguns atletas quando mudam de país têm dificuldade de adaptação e outros menos. Trabalhamos dia a dia. O atleta estando bem, o coletivo também cresce", disse o treinador, em entrevista ao site ​UOL Esporte.

Titular do ataque rubro-negro pelo lado direito, Berrío não vinha jogando as partidas da equipe na Copa Libertadores. O atacante foi suspenso por três jogos após a expulsão contra a Universidad Católica, na segunda rodada da fase de grupos. O colombiano volta a atuar no torneio nesta quarta-feira, quando o Flamengo encara o San Lorenzo na Argentina precisando apenas de um empate para avançar às oitavas-de-final.

​​

​​