| Futebol

Protestos marcam chegada do Fla ao Rio após eliminação com goleada

Luxa e Mattheus são os principais alvos dos poucos torcedores que passavam pelo Santos Dumont depois da eliminação. Everton e Gabriel são os únicos assediados

Muito alvoroço na chegada do Flamengo ao Rio de Janeiro após a derrota por 4 a 1 para o Atlético-MG, no Mineirão, que decretou a eliminação na semifinal da Copa do Brasil. Com quase uma hora de atraso, a delegação rubro-negra pousou no fim da tarde no Aeroporto Santos Dumont e foi recebida com protesto por torcedores que passavam pelo local. Após um grupo pequeno ameaçar aplausos assim que Wallace puxou a fila dos jogadores, ofensas a Mattheus e críticas às substituições de Vanderlei Luxemburgo passaram a tomar conta do ambiente. (confira vídeo abaixo)

 


Apesar do tumulto, não houve torcedor que se deslocou até o aeroporto para protestar contra o revés em Belo Horizonte. Funcionários, taxistas e passageiros, no entanto, não perderam a oportunidade de reclamar da eliminação, principalmente após o primeiro grito contra Mattheus. Os rubro-negros, por sua vez, se dividiram entre os que culpavam o filho de Bebeto e os que reprovaram a opção de Luxa ao escalá-lo em um jogo decisivo.

- Quer queimar o garoto, Vanderlei? Colocou na fogueira - dizia um torcedor já na porta do ônibus da delegação.

Desembarque do flamengo - Torcedores (Foto: Cahê Mota)Torcedores do Flamengo reclamam do time na chegada ao Santos Dummont (Foto: Cahê Mota)



- Bebeto foi um grande jogador, o pai dele. O Mattheus ainda não é nada. Tem que ir brincar de boneca - retrucou um outro flamenguista mais revoltado, que aproveitou as câmeras de televisão para inflamar seu sentimento de ira.

Capitão da equipe, Wallace foi o primeiro jogador deixar o setor de desembarque e monopolizou as atenções ao encarar o turbilhão de microfones. Enquanto o zagueiro dava entrevista, muitos jogadores deixaram o aeroporto sem maiores confusões, entre eles o próprio Mattheus. Entre tantas críticas e reclamações, Gabriel e Everton foram a exceção e tiveram que esboçar sorrisos para selfies, mesmo com o abatimento evidente no rosto.

Desembarque do flamengo - Wallace (Foto: Cahê Mota)Wallace atendeu à imprensa no aeroporto (Foto: Cahê Mota)

Wallace voltou a criticar a postura da equipe no Mineirão, disse que o Fla se rendeu com a pressão imposta pelo Galo dentro e fora de campo, e pediu foco nas últimas seis rodadas do Brasileirão.

- Vínhamos jogando bem. Este jogo com o Atlético-MG foi realmente o único em que não conseguimos render. Deixamos a desejar. A conclusão é que nos acovardamos. Estávamos com o resultado praticamente nas mãos, sentimos o segundo gol e não conseguimos nos defender mais. Cada um deve fazer sua reflexão. Deixamos de fazer história no campeonato. Agora, vamos jogar esses últimos seis jogos e ver o que o campeonato apresenta.

Também alvo da torcida, Vanderlei Luxemburgo deixou o aeroporto escoltado por seguranças do clube e outros a paisana. Responsável pela salvação do Flamengo no Brasileirão, o treinador tem sido questionado por colocar Élton e Mattheus em campo no segundo tempo, quando o placar apontava ainda 2 a 1 para o Galo.

O elenco do Flamengo se reapresenta na tarde de sexta-feira, no Ninho do Urubu, e inicia a preparação para partida com o Sport, domingo, no Recife, pela 33ª rodada do Brasileirão. Com 43 pontos, o clube carioca é o décimo colocado na tabela e tem uma vantagem de nove pontos para o Z-4.

*Estagiária, sob a supervisão de Fred Gomes

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.