Quarteto do Fla trabalha separado e deve seguir fora contra a Ponte Preta

Quarteto do Fla trabalha separado e deve seguir fora contra a Ponte Preta

O Flamengo enfrenta a Ponte Preta na quinta-feira, às 19h30, por uma vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. O técnico Maurício Barbieri, em sua primeira decisão no comando da equipe, não deve contar com Juan, Rhodolfo, Diego e Felipe Vizeu. No treino desta terça, o quarteto fez um trabalho separado dos demais jogadores no Ninho do Urubu e pode ser baixa no Flamengo outra vez.

Juan é o desfalque mais recente. Com dores nas costas, o zagueiro seria titular contra o Internacional, mas foi cortado da partida na manhã de domingo. O camisa 4 ainda não deve ter condições de atuar contra a Macaca e Léo Duarte, de 21 anos, formará outra vez a dupla titular com o experiente capitão Réver.

Diego sofreu uma lesão no joelho direito há dez dias e o departamento do Flamengo está o tratando com cautela, sem acelerar seu retorno aos jogos. A expectativa é de que o camisa 10 esteja recuperado para o confronto com o Emelec, no Maracanã, no próximo dia 16. Se derrotar o clube equatoriano, o Rubro-Negro garantirá a classificação para as oitavas de final da Libertadores.

Rhodolfo e Felipe Vizeu se recuperam de diferentes lesões musculares. Os dois ainda não atuaram pelo Flamengo no Campeonato Brasileiro por conta disso.

Quem também está entregue ao departamento médico é o colombiano Orlando Berrío. O atacante sofreu uma grave lesão no joelho direito e foi operado em 2017. Segundo a previsão inicial, seu retorno aos gramados só se dará daqui a dois meses, mas Berrío já está trabalhando com bola no Ninho.