| Futebol

Quem não faz... Flamengo é superior, mas é derrotado pela Católica

Zé Ricardo escalou time com surpresa, com Márcio Araújo no lugar de Mancuello. Equipe carioca perdeu longa invencibilidade em jogos oficiais, que já durava há 19 partidas

flameng - Quem não faz... Flamengo é superior, mas é derrotado pela Católica

O Flamengo fez um bom jogo, foi superior à Universidad Católica, mas foi derrotado no Estádio San Carlos de Apoquindo, em Santiago, no Chile, por 1 a 0, na noite desta quarta-feira. A equipe de Zé Ricardo teve boas oportunidades de gol, mas vacilou e perdeu a longa invencibilidade de 19 jogos oficiais, que durava desde outubro do ano passado. Com o resultado negativo, o Rubro-Negro caiu para a terceira colocação do Grupo 4, com três pontos, um a menos do que Atlético-PR e a mesma Católica. 

Antes do jogo começar, a imprensa e os torcedores rubro-negros foram surpreendidos com a escalação. Zé Ricardo optou por colocar Márcio Araújo na ausência de Mancuello, alterando a formação tática do time carioca. 

Os primeiros minutos da partida foram mornos, com as equipes se estudando. Com o passar do tempo, o jogo ficou interessante. Somente com Diego mais próximo, Guerrero lutava sozinho na frente. Ele esteve perto de balançar a rede em duas oportunidades, sendo uma em cobrança de falta e outra num chute de fora da área que acertou a trave. Já os donos da casa esbarravam em suas próprias limitações técnicas. Santiago Silva desperdiçou uma ótima chance cara a cara com Alex Muralha após um vacilo quase imperdoável de Rafael Vaz.

O Flamengo foi melhor no primeiro tempo e ainda esteve perto de marcar com Everton e Arão. Faltou caprichar na finalização para sair com a vantagem antes do intervalo. No meio, Márcio Araújo teve boa participação e foi importante na contenção dos ataques adversários.

O início do segundo tempo ficou marcado por disputas de bola no meio campo. Cheio de jogadores naquele setor, o Flamengo tentava encontrar espaços, enquanto a Católica buscava, sem sucesso, jogadas de criatividade. 

Zé Ricardo lançou Berrío no lugar de Rômulo em busca do primeiro gol. Naturalmente, o Flamengo ganhou velocidade e passou a apostar em jogadas pela ponta direita. Aos 25 minutos, Diego acertou o travessão em cobrança de falta que tirou o ar dos chilenos.

Após muita insistência do Flamengo, mas sem bola na rede, a Católica abriu o placar. Fuenzalida cruzou para a área em cobrança de falta ensaiada e encontrou o atacante Santiago Silva. El Tanque subiu mais alto do que Pará e testou como manda o manual, para o chão, em direção ao gol: 1 a 0.

Em desvantagem, Zé Ricardo colocou Leandro Damião no jogo. O Flamengo esboçou a reação, mas esfriou o ânimo com a expulsão de Berrío, aos 38 minutos. Houve um empurrão no lance, mas o árbitro entendeu que o rubro-negro deveria ir para o chuveiro. 

A Católica pressionou em busca do segundo gol com a vantagem de um jogador a mais em campo. Buonanotte fez linda jogada no fim, mas parou em Alex Muralha. Depois, não houve tempo para mais nada. Vitória dos donos da casa.

FICHA TÉCNICA:

UNIVERSIDAD CATÓLICA 1 X 0 FLAMENGO

DATA/HORA: 15/3/17, às 21h45 (de Brasília)
​LOCAL: Estádio San Carlos de Apoquindo, Santiago, Chile
ÁRBITRO: Diego Haro (PER)
ASSISTENTES: Coty Herrera (PER) e Jorge Luis Yupanqui (PER)
CARTÕES AMARELOS: Pará, Diego e Márcio Araújo (FLA); Fuentes, Lanaro e Parot (UNC)
CARTÃO VERMELHO: Berrío (FLA)
GOL: Santiago Silva, 29'/2° T (1-0)

UNIVERSIDAD CATÓLICA: Toselli, Espinoza (Álvarez, 34'/2°T), Lanaro, Kuscevic e Parot; Fuentes, Kalinski, Buonanotte, Fuenzalida e Noir (Lobos, 41'/2°T); Santiago Silva. Técnico: Mario Salas.

FLAMENGO: Alex Muralha, Pará, Réver, Vaz e Trauco; Márcio Araújo, Rômulo (Berrío, 12'/2°T), Arão (Leandro Damião, 33'/2°T), Éverton (Gabriel, 28'/2°T) e Diego; Guerrero. Técnico: Zé Ricardo.

Fonte: http://www.lance.com.br/flamengo/universidad-catolica-segunda-rodada-libertadores.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

1 Comentário

Alessandro Rogerio RibeiroHá 9 meses

Quem foi melhor foi quem ganhou!!! Porra de jogar bem e não ganhar é o mesmo que nada...PARECE QUE NÃO APRENDE A JOGAR NUNCA ESSA COMPETIÇÃO, SERÁ QUE NÃO TEM NINGUEM PRA CHAMAR A ATENÇÃO DESSE TIME PRA NÃO ENTRAR NA CATIMBA.

Carregar mais