| Futebol

Quem tem medo do Cucabol, Cucabol, Cucabol?!

flameng - Quem tem medo do Cucabol, Cucabol, Cucabol?!

É amigos, dia de ressaca, derrota para um time que só assusta no nome, quando me lembro do meu professor de historia ou dos noticiários permeando os palestinos. A classificação não veio e o que nos resta é continuar focados no brasileirão. A displicência e soberbia levaram o Flamengo à derrota!

A luta pelo brasileiro diante das adversidades desta temporada é um alento e nossa última chance de ganhar um título esse ano. Mas, a conquista do campeonato envolve superar principalmente outros dois rivais, Palmeiras e Atlético-Mg.

Quero me apegar hoje ao Palmeiras, o time paulista que há várias rodadas vem dominando o campeonato, mas, será que é de fato esse “monstro” todo? Não, diferentemente do Corinthians de 2015, que sobrou em campo e já dava sinais, sobretudo no inicio do segundo turno de que levaria fácil a competição, esse Palmeiras é bem mais pragmático.

Não é por acaso que gera muita discussão a analise do atual líder do brasileiro entre os jornalistas e ex-jogadores. Mesmo tendo um bom plantel com inúmeras possibilidades, o técnico Cuca tem mostrado um repertório bem pequeno de iniciativas ofensivas.

O treinador tem tentado repetir algumas propostas de sucesso da época em que era técnico do Galo, até aí tudo bem! Sua preferência pela jogada aérea é notória, seja em lances ensaiados ou na busca por cruzamentos em linha de fundo.

O que causa estranheza na mídia esportiva é o fato de não apresentar outras opções, Cuca não é um treinador inexperiente ou incapaz, mas, tem se mostrado confiante nessa única mecânica de jogo, que privilegia a capacidade de marcar gols dos seus zagueiros e atacantes cabeceadores, bem como, chutes ou lances originados em sobras na entrada da área (como a que gerou o gol de G. Jesus contra o Flamengo).

Esta forma peculiar do treinador armar o time e propor o ataque recebeu a denominação de “Cucabol” e já chama a atenção dos adversários. Mesmo o treinador se irritando com os críticos o que tem sido destacado sobre sua proposta de jogo é a mais pura verdade!

Nesta reta final observamos o Flamengo com várias alternativas ofensivas, nomes que saem do banco de reservas, mudam a forma de jogar da equipe e decidem a partida, enquanto o Palmeiras insiste nessa única e irritante forma de jogar. A insistência é tamanha que até jogadas de lateral tem se tornando cruzamentos na área, nas mãos do Moises, um dos principais pupilos do treinador.

É fato que até aqui tem sido eficiente este modo pragmático e chato de jogar do Palmeiras, mas, será que ninguém ira aprender se defender desta proposta de ataque? Acredito que o Cuca terá muita dificuldade nesta reta final, tendo em vista, que todos os adversários já se atentaram para estas jogadas “Cucabolianas”, aguardo ansiosamente pelos deslizes do Palmeiras e espero que o Flamengo continue a fazer sua parte vencendo as partidas.

O cheirinho continua forte, SRN!

Mauricio Dias

Deixem seus comentários, criticas e sugestões!

Fonte: http://colunadoflamengo.com/2016/09/quem-tem-medo-do-cucabol-cucabol-cucabol/

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.