| Futebol

Raio X dos goleadores: quem mais se destaca como caseiro e visitante

Henrique, do Palmeiras, lidera como caseiro, mas há artilheiros que fizeram quase todos os seus gols assim. Veja também quem são os melhores destros e canhotos

  1. caseiros
  2. visitantes
  3. destros
  4. canhotos
  5. cabeceadores
  6. cobradores de pênalti
Header Espião Estatístico 3 (Foto: Infoesporte)


Eles são especialistas em fazer gols, muitos gols. Mas cada um deles tem uma característica diferente, e o Espião Estatístico mostra aqui quando e como eles balançaram as redes no Brasileirão-2014. Ricardo Goulart marcou 11 gols, sendo que nove deles foram marcados quando o Cruzeiro era mandante dos jogos. Douglas Coutinho, do Atlético-PR, fez sete gols na competição e cinco deles foram marcados quando o mando de jogo era do adversário. Eduardo da Silva, do Flamengo, e Rogério Ceni, do São Paulo, também fizeram mais gols como visitantes.

Barcos, do Grêmio, marcou 11 de seus 13 gols chutando com o pé direito. O meia Conca, do Fluminense, tem sete gols marcados, longe do líder da artilharia, Henrique, do Palmeiras, mas fez todos com o pé esquerdo, o que o torna o artilheiro desse quesito.

Marcelo Moreno e Fred lideram entre os que mais marcaram gols de cabeça, com seis gols cada um. O goleiro Rogério Ceni foi quem mais marcou em cobranças de pênalti.

01

caseiros

Artilheiro do Brasileirão com 15 gols marcados, o atacante Henrique, do Palmeiras, lidera também nos gols marcados em casa. Foram dez quando o Verdão tinha o mando de campo. Colado nele aparecem até a 31ª rodada Ricardo Goulart, do Cruzeiro, e Fred, do Fluminense, ambos com nove gols como mandante. Mas um destaque nessa categoria é Erik, do Goiás, que dos oito gols que fez na competição, conseguiu nada menos do que sete em casa. Mas caseiros mesmo são Emerson, ex-Botafogo, e D'Alessandro, do Internacional, que marcaram todos os seus seis gols quando suas equipes eram mandantes. Veja no gráfico o desempenho dos líderes.

Tabela 1 - artilheiros caseiros (Foto: GloboEsporte.com)





01

visitantes

Time que quer ser campeão tem de conquistar pontos na casa do adversário. E se o Cruzeiro está conseguindo manter a liderança no Brasileirão, deve  muito disso a Marcelo Moreno, que já marcou sete gols quando o time era visitante. Barcos, do Grêmio, aparece com a segunda maior marca, com seis. Douglas Coutinho, que teve um ótimo início de competição, marcou cinco gols como visitante e apenas dois quando seu time era mandante. É o caso também de Eduardo da Silva, do Flamengo, que fez cinco gols fora e três em casa, marca idêntica à de Rogério Ceni. Mas é Carlos, do Atlético-MG, quem tem a maior proporção de gols como visitante: fez cinco no total e quatro deles na casa do adversário.

Tabela 2 - artilheiros visitantes (Foto: GloboEsporte.com)



01

destros

O gremista Barcos é o especialista dos especialistas. De seus 13 gols, nada menos do que 11 foram marcados com a perna direita. Ele ainda fez dois com a esquerda. O goleiro-artilheiro Rogério Ceni fez todos com a perna direita e aparece como o vice-líder entre os destros. Seria querer demais ver o goleirão marcando com os dois pés. Veja abaixo os líderes, mas é necessária uma ressalva: não estão incluídos na lista os gols feitos de bicicleta (Silvinho, do Criciúma, e Edno, do Vitória marcaram assim), voleio (Wagner, do Fluminense), de carrinho (Wellington, do Inter, Borges, Cruzeiro, Cleberson, Atlético-PR, e Souza, do Criciúma) e nem mesmo de letra (Erik, Goiás). Esse tipo de arte foge dos padrões.

Tabela 3 - artilheiros destros (Foto: GloboEsporte.com)*Não considerados gols de bicicleta, carrinho, letra e voleio



01

canhotos

Falou gol de perna esquerda, falou Conca, do Fluminense, que marcou todos os seus gols de perna esquerda (e olha que ele nem é goleiro...). Os também meias Alex, do Internacional, e Ganso, do São Paulo, estão próximos da liderança e também fizeram todos os seus cinco gols com a canhota. D'Alessandro, do Inter, marcou cinco com a esquerda e um com a direita. Henrique, do Palmeiras, é o vice-líder, com seis.


Tabela 4 - artilheiros canhotos (Foto: GloboEsporte.com)*Não considerados gols de bicicleta, carrinho, letra e voleio



01

cabeceadores

Marcelo Moreno, do Cruzeiro, e Fred, do Fluminense, estão disputando cabeçada a cabeçada a liderança deste ranking. Cada um já fez seis de seus 13 gols com cabeçadas. A ponta está disputadíssima. Alecsandro, do Flamengo, fez cinco de seus sete gols assim. Não é à toa que na Copa do Brasil ele acabou sofrendo uma fratura no rosto ao tentar uma cabeçada. Leonardo SIlva, do Atlético-MG, e David Braz, do Santos, fizeram todos os seus três gols em cabeceios.

Tabela 5 - artilheiros cabeceadores (Foto: GloboEsporte.com)



01

cobradores de pênalti

Rogério Ceni, do São Paulo, é disparado o líder dos artilheiros em pênaltis. Fez sete gols assim e um em cobrança de falta. A vantagem para os rivais é grande: Henrique, do Palmeiras, e Fred, do Fluminense, fizeram quatro gols assim.

Tabela 6 - cobradores de pênalti (Foto: GloboEsporte.com)

*A equipe do Espião Estatístico é formada por: Bruno Marques, Eduardo Sousa, Igor Gonçalves, Leandro Silva, Pedro Lopes, Pedro Venancio, Roberto Teixeira e Valmir Storti.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.