Lá se vão quase dez anos desde o último confronto. Em setembro de 2007, o Real Madrid de Robinho recebeu o Werder Bremen de Diego, em partida válida pela fase de grupos da UEFA Champions League. O clube espanhol venceu por 2x1, com o Rei das Pedaladas entrando no segundo tempo. 

- O Diego é um amigo que tenho, um irmão para a vida toda e torço pelo sucesso dele. Estou muito feliz por ele ter voltado jogando no nível que eu estou acostumado a vê-lo jogar. Um nível muito alto, já estou acostumado e já sabia. Espero que ele possa continuar jogando bem, menos contra o Galo. Da última vez que a gente se enfrentou, se eu não me engano, foi um Real Madrid contra Werder Bremen e ele perdeu - recordou Robinho.

Diego ainda lembra de um lance em especial no jogo, quando "não se aguentou" e fez uma falta no amigo, rasgando a camisa do atacante:

- Enfrentar ele é sempre especial. Já aconteceu, rasguei a camisa dele. Ele ficou com uma historinha de que vai dar caneta. Uma vez joguei contra ele, eu estava no Werder Bremen e ele no Real Madrid, pela Champions. Estava no rebote, a bola sobrou, fui dominar, escapou um pouco, o gramado estava molhado. Ele tinha acabado de entrar, veio como um raio e deu um tapa na frente. Quando ele passou, dei dois passos e falei: "não vou aguentar". Catei na camisa dele e rasguei até embaixo, levei cartão amarelo - lembrou. 

Anfitrião neste sábado, Robinho mandou um recado para o eterno companheiro. Será que vem caneta por aí?

- Espero continuar vencendo. Espero também que eu possa dar uma caneta nele e fazer gol - finalizou o atacante.

​​